55/2019: O QUE É A MULHER?

"Se resolvesse escrever apenas o que muitos gostariam de ler a respeito das mulheres, estaria cometendo um crime contra a minha criatividade literária. Não me preocupo em ser julgado pela ousadia de interpretá-las do meu jeito, mas logo, após a edição deste livro, estarei me condenando por saber que poderia muito mais ainda  escrever e responder a essa pergunta que em minha mente não quer calar: 'O que é a Mulher?' "
Olá! 
Falar do universo feminino não é algo tão simples quanto possa parecer!
A fim de tentar aproximar-se do conceito do que seja a mulher, uns as retratam através da música, da boemia.
Outros, pela poesia.
Alguns arriscam-se nas artes, e ousam realçar seus corpos.
Na literatura, diversos são os escritores que retrataram (o que ainda acontece nos dias atuais), ou ao menos atreveram-se a  desvendar os mistérios mulheris.
E esse é um tema que gosto bastante!

54/2019: O LADO SOMBRIO DO SÍTIO

"Histórias são como almas, nunca morrem. Uma vez que nascem, uma vez que alguém escuta aquela história, interage com ela, a imagina dentro da cabeça, ela nunca poderá ser destruída. Pode mudar de hospedeiro. Pode mudar de aparência. Pode se transformar. Mas nunca morre". (A Última História do Sítio, por Peter Larubia)
Olá, todos! Como vão? Vamos conversar mais um pouquinho sobre histórias assombrosas?

Um dos presentes que recebi na Bienal do Rio desse ano foi ter o prazer de conhecer a equipe e a organização da Lura Editorial. Lá, ganhei de presente do Daniel um livro que queria muito  e que estreou com chave de ouro: eu estou falando da Antologia O Lado Sombrio do Sítio, que foi organizada por Felipe S. Mendes e tem como convidado de honra André Vianco.
É sobre ela que iremos conversar hoje!

53/2019: FOLHAS DO MAL

"Silêncio de morte... Agonia. Agonia e dor. O dia e a noite. O sol e a lua minguante... O sol e a lua crescente... O sol e a  lua nova... E finalmente, o sol e a lua cheia. Então, eu despertei."
Oi, gente! Como vão?
Colocando em dia as resenhas das minhas leituras do mês de outubro, hoje quero conversar com vocês sobre uma coletânea de contos bem malévolos (e alguns até pavorosos) que li. 

Foi uma proposta que me chamou muita atenção justamente pela criatividade da autora Raquel Cantarelli, que nos trouxe este livro, que aliás li super rapidinho, e que me deixou com um misto de sensação de contentamento por ter conhecido sua escrita, e ao mesmo tempo de que ela tenha atingido o que senti ser sua meta ao publicá-lo: fazer com que o leitor goste de sua escrita e sinta medo de ler!

Sem mais conversas, bora conhecer um pouquinho de Folhas do Mal

52/2019: EM ALGUM LUGAR NAS ESTRELAS

"Ligar os pontos. Minha mãe dizia que olhar as estrelas tinha ver com isso. 'Lá em cima é como aqui embaixo, Jackie. Você precisa procurar as coisas que nos conectam. Encontrar os jeitos com que nossos caminhos se cruzam, nossas vidas se interceptam e nossos corações se encontram' ".
Oi, oi! como vão? A resenha de hoje é, para mim, como um presente em forma de obra literária!
A magia e a poesia estão conectadas a cada palavra e a cada frase que tive o prazer de encontrar neste livro da Darkside Books! Livro esse que li em outubro junto do Darkside Readers Team com a #MaratonaDaCaveira.
Vamos conferir??