001/021: NUMA FLORESTA SOMBRIA

"Todos pareciam conhecer muito bem o caminho, não necessitando de auxílio para encontrar o local da morte".

Olá, pessoal!

Como estão??

Espero que bem!

Uau! Primeira resenha do ano!

Bom, na verdade, realizei essa leitura em outubro, mas com a correria do dia a dia e os projetos novos se encaminhando me permitiram trazê-la para vocês na data de hoje. Afinal, sempre é tempo de belas indicações, não é verdade??

E, nesse caso, uma bela e atordoante dica de leitura! ;)

Eu falo da leitura do livro Numa Floresta Sombria, publicado pelo Grupo Editorial Coerência, em parceria com a ABERST, Associação Brasileira dos Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror.


Título Original: Numa Floresta Sombria

Ano: 2019

Páginas: 200

Editora: Coerência

Sinopse

Num sítio frio e escuro, numa noite sombria, quinze autores se reuniram para uma intensa produção literária madrugada adentro. Estas são as histórias de assassinatos, forças sobrenaturais, criaturas bizarras, pesadelos e mistérios produzidas naquele evento.

O Ghost Story Challenge é um evento anual organizado pela ABERST — Associação Brasileira de Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror — como homenagem às noites promovidas por Lord Byron, que produziram obras como Frankenstein e O Vampiro. Em 2018, os autores foram confinados num casarão, e nessa segunda edição viajaram para um sítio em Pedro de Toledo, interior de SP. A coletânea que tem em mãos é o orgulhoso resultado da noite que passaram lá.


Uma coletânea de contos elaborados por autores na Ghost Story Challenge 2019, em que, após isolamento voluntário numa floresta sombria no município de Pedro de Toledo, em São Paulo, os quinze autores com certeza tiveram inspirações diversas a estarem nos apresentando este trabalho que entrelaça histórias macabras, em locais de causar arrepios nos leitores.

Histórias de tempos presentes, mas ainda que retratam passados sinistros, abordando temores, lendas, pitadas de sexualidade, criaturas assombrosas que qualquer mente em estado são duvidaria da existência, até ser provado o contrário nesta obra.

"O cheiro do hospital se misturava e se difundia em meio aos odores podres da mata e dos pedaços retalhados do corpo de seu irmão".

Pactos, atrocidades, crueldades provindas da mente imaginativa e malévola dos seres humanos.

"Como se realizasse um ritual, ela se benze, cerra os olhos tentando encontrar a coragem suprimida no passado, suspira com sofreguidão, hesita por um segundo, mas finalmente se move em direção ao frio e negro abraço da floresta".

Almas corrompidas, (in)sanidades, ilusões (ou quem sabe verdades!)

Fraquezas...

Perfeitas descrições de criaturas nefastas e possivelmente assustadoras. 


Algumas histórias ousam mesclar sensações, repentinamente levando-nos à proposta inicial do projeto: contos de horror em florestas sombrias.


Cheiros de flores, por exemplo, misturam-se em algumas narrativas a odores pútridos por entre as luzes dos luares.


Aparentemente, a cada história, cada personagem vive sua forma de inferno pessoal, aterrorizando o leitor. Quiçá, provocando reflexões. 


Por entre o ir e vir do sol e da lua, a cada espaço nas atemorizantes escarpas, seriam essas mesmo amaldiçoadas, encantadas? Ou apenas frutos da fértil imaginação humana que os leva ao medo? 


Fica aí a dica de leitura de hoje! Espero que tenham gostado!


Beijos literários!




3 comentários

  1. Um livro incrível, com autores sensacionais e contos fantásticos que me prendeu do início ao fim. Essa antologia é uma das que desejo reler um dia, pois vale muito a pena.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Gustavo! Simmm, me foi uma leitura que trouxe inspiração, acredite ou não! Sinceramente, que venha a vacina e essa turma possa se juntar pra escrever mais maravilhas assim!

    ResponderExcluir
  3. Ótima resenha! Como autor de um dos contos, posso dizer que foi uma experiência intensa! Fico muito feliz que tenha gostado do livro. Parabéns pelo Blog. Grande abraço e bons ventos!

    ResponderExcluir