60/2020: CONTO DOS ESQUECIDOS E OUTRAS HISTÓRIAS

Olá, tudo bem com vocês?

Gostam de contos? 

E de histórias que nos remetem a críticas sociais bem próximas do nosso cotidiano?

Pois nosso bate-papo de hoje por aqui é justamente sobre essas abordagens. Venham! ;)


Título Original: Contos dos Esquecidos e Outras Histórias

Autor: Túlio Augusto Lobo

Ano: 2020

Páginas: 164

Editora: Dialética

Sinopse

O conto dos esquecidos e outras histórias é o resultado de uma mente inquieta e observadora e traz uma escrita clara, ritmada, generosa, despretenciosa e, nem por isso, descuidada.
O livro é dividido em 5 partes. Em cada uma das partes há uma condução clara da observação do autor. Na primeira parte, Memórias do mundo, ele dirige seu olhar e sua criatividade para eventos históricos, contando de forma alegórica histórias sobre a escravidão, a Revolução Industrial e o nascimento do capitalismo, a ditadura militar e outros. Em Olhar antropológico, as histórias se voltam para os assuntos humanos em diversos aspectos, como a negligência familiar, a defesa da vida humana, o abuso da tecnologia e mais. Na terceira parte, Memórias recentes, o objeto fictício são as situações mais recentes vivenciadas, mais especificamente no contexto brasileiro. Uns e outros é a parte mais leve em termos de temas, visto que se pauta em situações mais humorísticas, como o encontro de Darth Vader e Don Corleone. E a quinta parte, Epílogo, traz textos mais intimistas que permitem compreender melhor, de modo indireto, o autor do livro.
Os textos são rápidos, pontuais, fazem uso de metáforas, alegorias, alusões e outras figuras para contar histórias que divertem e fazem pensar. Além disso, o livro traz ilustrações que foram idealizadas pelo próprio autor e indispensáveis ao projeto da obra. Tudo isso faz desse livro uma obra cujo potencial vai do incentivo à formação do leitor e uso em sala de aula – em áreas diferentes – até a discussão acadêmica.


Histórias críticas dentro de aspectos relevantes e atuais na nossa sociedade.

Conto dos Esquecidos nos conduz a relações entre passado, presente e, quiçá o futuro, por entre suas narrativas e possíveis abordagens reflexivas.

Túlio Augusto Lobo usa suas histórias, que diga-se de passagem, são bem curtinhas, consequentemente, de rápida leitura, nos direcionando a fatos com cunhos histórico-sociais, culturais, bem como a relação entre o real e o imaginário, por exemplo, pelo mundo das fábulas. Assim, nos infere a ponderações e ainda o trazer para próximo de cada um situações que saem do papel e remetem-se à vida atual.


Guerra, fome, questões voltadas à política, entretanto com imparcialidade, é o que encontramos nos contos do autor.


Enfim, são fatos sociais, inquirições que nos são lançadas como uma espécie de bombas-relógios a nos fazerem analisar.


Como o próprio nome de seu trabalho sugere, são "contos dos esquecidos", desaparecidos em meio a um espaço social excludente.



De sua coletânea, alguns que particularmente gostei foram "Romance", "As manhãs de Domingo" e "Sobre Sentimentos". Creio que talvez nessas narrativas eu tenha me sentido mais próxima da escrita do autor por serem propostas mais voltadas a uma crítica social com característica um tanto poética.


Utopias?

Talvez.


Depende muito de quem lê e acolhe as palavras do escritor, já que são voltadas a públicos distintos. 


Sobre o autor


Túlio Augusto Lobo nasceu em Goiânia, em 1987. Formou-se em História, sendo o primeiro de toda a família a ter formação superior e trabalha como professor da rede pública, desde 2014. Sempre gostou de observar a sociedade, as pessoas, suas ações e reações no convívio social. Para ele, olhar o mensageiro e a mensagem, sempre foi um tipo de passatempo.

Seus escritos são seu olhar sobre o mundo e sobre a si mesmo. Não escreve para agradar, mas apenas sem medo de expor certo nível de rejeição pelo modo como as coisas normalmente são no mundo e porque, além de uma crítica social, escrever também é um exercício de autocrítica.


Bom, pessoal, espero que tenha gostado.
Me digam aí se já leram, o que acharam...
Combinado

Beijos Literários!


Nenhum comentário