58/2020: CONTO: MÁ REPUTAÇÃO, DE A ERA DO ABISMO, POR BERNARDO STAMATO



"Minha mente era uma flecha disparada por entre as árvores da floresta. Minha respiração era uma fornalha em chamas. Minhas pernas eram uma lince em plena caça. Ou seria fuga?"

Olá, como vão? Tudo certinho?

Todos que me conhecem sabem o quanto gosto de histórias que tratam de narrativas que enfoquem mulheres. 

Com o trabalho do escritor Bernardo Stamato, gradativamente fui adentrando ao universo fantástico da Literatura através de suas obras: A Era do Abismo - O Torneio dos Campeões e A Era do Abismo - Crônicas do Éden

Ao ter acesso às personagens Rosa e Ravenlla, fiquei encantada com todo o trabalho de elaboração de ambas e de suas trajetórias.

Quem acompanha o escritor em suas redes sociais sabe que ele tem um "clã", e nos envia por e-mail, além de dicas de escrita criativa, também os seus contos gratuitamente. Para minha alegria, tive acesso à "Má Reputação", narrativa que nos detalha um pouco mais do percurso de Ravenlla e quem de fato ela era e, provavelmente viria a ser.


"Uma esfera translúcida cintilou em ciano, dourado e magenta".

Quando logo de cara me deparei com trechos assim, como o descrito acima, com descrições tão bem detalhadas, me senti em casa, afinal, o capricho nas descritivas é marca da escrita de Bernardo Stamato que sinceramente me chama enquanto leitora.

O conto traz um pouco de Ravenlla ainda mais jovem, quando tentava compreender-se em meio ao seu povo.

Desde cedo já era a diferentona dentre suas parceiras. Demonstrava não gostar de suas tranças, que a incomodavam.

Era contrária ao que recebia de ensinamentos. 

Os questionava.

Almejava o proibido: aprender sobre os poderes da escuridão.

Queria fazer suas próprias escolhas, o que parecia causar certo desconforto entre ela e sua tutora, a quem constantemente indagava sobre seus pais. 

Contudo, precisava de um foco.  Parecia estar em processo de autoconhecimento. 

Sentia uma vontade incalculável de fugir daquele espaço, chegando a ser comparada a Kallith, uma das mulheres da aldeia que havia sido banida, considerada uma bruxa, mas que de fato a conduziu aos primeiros passos a compreender a si mesma.

"— Magia é o poder de moldar a realidade com sua força de vontade."

Talvez pela forma como em constância lutava por sobrevivência — o que também ensinou à Ravenlla   Kallith tinha um jeito impolido de lidar com quem se relacionava. Era forte.  

"— Não sabe conjurar magias, não sabe empunhar uma arma… ao menos sabe dançar?"


Narrado em primeira pessoa, outra marca do escritor, o leitor tem acesso a um conto muito bem descrito, com belas colocações sobre o espaço que por ele é muito bem detalhado, usando e abusando das palavras que, obviamente, são escolhidas com esmero.

Bernardo Stamato nos possibilita ter acesso ainda a diálogos construídos de forma providencial,  sem causar cansaço a quem lê,  nos inferindo ação e naturalidade na caminhada da protagonista, o que, diga-se de passagem, nos conduz com luxo ao universo de A Era do Abismo com uma personagem tão intensa, audaciosa e impactante.

"— Tudo na vida é uma eterna disputa de quem tem mais força de vontade. Compreenda isso e será imbatível."

Sobre o autor

Tudo começou ao participar do concurso cultural "Eu, Criatura", tendo ficado em primeiro lugar.

Desde então, não mais parou, escrevendo contos, críticas literárias e textos diversos para sites como Mundo Epic, Filmes & Games e para o site e canal Ei Nerd.
Fundou o Mochileiros do Multiverso no Instagram e no YouTube.

Bernardo Stamato é escritor, tendo dois livros de fantasia medieval/sombria publicados. Atualmente, escreve um horror psicológico. É professor de Escrita Criativa e produtor de conteúdos. Nas redes sociais, você o encontra através do projeto Mochileiros do Multiverso, que aliás, no youtube, dá diariamente dicas de Escrita Criativa e cultura pop sob o olhar de um escritor.

E aí, o que acharam de mais essa narrativa do autor?
Já conheciam Ravenlla por "A Era do Abismo"?
O que acharam da personagem? Eu adoro!

Venham conversar comigo! ;)


Beijos literários!































17 comentários

  1. Oi Ana, não conhecia esse autor ainda. Gostei bastante da sua resenha, a personagem parece ser bem cativante, vou anotar aqui sua dica.Gosto de personagens fortes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, super cativante! Personagem mulher forte dentro da Fantasia Medieval Sombria! Têm outras resenhas de outros trabalhos do escritor aqui, inclusive das minhas impressões sobre os dois livros publicados da saga "A Era do Abismo". Super indico! Bjs

      Excluir
  2. Eu não o conhecia, mas achei sensacional a forma como ele aborda personagens femininas, ainda mais num conto, que tem um espaço mais reduzido. Que ele continue assim! =)
    Já fiquei curiosa pelos livros que ele tem, mais com a pegada medieval.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii! Bernardo é muito bom no que faz. Super recomendo o trabalho dele! BJs

      Excluir
  3. Esse conto ainda não li, mas pretendo o mais rápido possível, pois se trata de Bernardo Stamato, uma fera da escrita. Falo com convicção, pois li "A era do abismo" e concluí que escrever uma fantasia medieval com toda essa qualidade não é fácil. Só os competentes são capazes. Sou suspeito de falar do autor, pois sou muito fã de seu trabalho, mas as palavras acima são verídicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Gustavo, então leia e volte pra me contar o que achou! Você conheceu do trabalho dele e pode endossar minhas palavras! ;)
      Ele realmente é muito competente. Faz o dever de casa com esmero. Importante esse diferencial na literatura nacional. Ainda mais quando falamos de Fantasia.
      Aguardo sua opinião sobre esse conto!
      Bjs

      Excluir
  4. Oioi! Conheço o Mochileiros do Multiverso, mas nunca tinha lido nada do Bernardo. É muito bacana que ele aprofunde suas personagens através de contos sobre elas. Quanto mais palpáveis elas se tornam, mas reais nos parecem, e mais próximos ficamos. Fiquei curiosa para ler a sua obra, ando mesmo a procura de boas fantasias. Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, o trabalho de Bernardo através do Mochileiros do Multiverso e suas escritas contribui bastante a quem se interessa por fantasia Medieval/Sombria. também gosto bastante dessa forma como ele aos pouco nos convida sutilmente a adentrar no universo e na história (pessoal) de cada um dos seus personagens de "A Era do abismo". Fica aí pra vc então minhas dicas! :)
      Bjs

      Excluir
  5. oi, Claudia. nossa, deve ser uma leitura instigante. fiquei aqui imaginando a personagem a partir das características que você descreveu dela... Kallith deve ser outra mulher de personalidade interessante...
    Tschuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida! Sim, a mim é e muito instigante! Aliás, foi através dele que fui apresentada à Fantasia (inclusive tem vídeo lá no canal sobre minhas impressões sobre "A Era do Abismo"), além de resenhas de outros contos e seu trabalho em geral. Tem bastante coisa de Bernardo Stamato nas redes sociais do "Café"! Também cheguei a ter a oportunidade de chegar a conversar com ele sobre querer mais de Kallith. Quem sabe?! ;)
      Bjs

      Excluir
  6. Achei maravilhoso conhecer mais essa narrativa do autor. Sempre fico curiosa para embarcar em sua escrita e me aventurar em suas histórias. Porque sou muito fã da literatura fantástica nacional. E eu achei super bacana que esse trama traga uma história com a narrativa que enfoque mulheres. Através dessa personalidade feminina e sua complexidade. A essência da mulher em busca de sua liberdade de escolha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau, que comentário maravilhoso! Chegou na essência do que quis trazer! Tenho certeza que como você curte essa vibe, logo terá a oportunidade de conhecer mais a fundo o trabalho de Stamato.
      Quando isso acontecer, quero trocar figurinhas, combinado?! Bjs

      Excluir
  7. Como você, também gosto de livros em que mulheres têm maior enfoque, mas,infelizmente, não conheço Bernardo Stamato. Sobre o conto em questão, de sua resenha, o que mais me chamou atenção sobre a personagem, foi este trecho "Almejava o proibido: aprender sobre os poderes da escuridão." Muito forte e fiquei curiosa com o desenvolvimento.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Tudo bem?
    Foi Bernardo quem me apresentou à Fantasia. Aqui no blog tem bastante material de Bernardo Stamato, caso queira conhecer. Mas te convido a buscar pelas redes sociais dele também. ;)
    Esse "almejar o proibido" é bem da protagonista, que quem conhece em "A Era do Abismo", gosta bastante.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. É engraçado como cada leitor tem suas caraterísticas especificas , eu não aguento livros com muita descrição, me sinto muito mais cansada durante a leitura

    Esse seria um livro que eu amaria pelos personagens fortes mas as descrições me cansariam demais hahah

    ResponderExcluir
  10. Oie, Ana!
    Eu tbm gosto muito de histórias focadas em mulheres, principalmente qndo abordam sua força. Não conhecia o autor, mas achei bem interessante todo o contexto do seu "universo" e deste conto.
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  11. Oi Ana, tudo bem? Ah, acho incrível esse contato mais próximo que temos com alguns autores. Essa amizade nos faz ser mais fãs e estar sempre em dia com suas obras. Usar a expressão "clã" ficou divertido no contexto. Quanto ao conto interessante a proposta do autor em mostrar mais sobre personagens específicos. Muitas vezes quando lemos um livro ficamos curiosos para saber o que aconteceu depois do "fim". Uma ótima semana pra você! Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir