49/2020: O NAVIO E O GRANDE SEGREDO

"Da sua boca nasce um rio que sobe 
lá em cima se aglomera
transformando-se em sol".

Olá! Como estão?
Bom, a resenha de hoje traz a poesia como uma linda forma de nos conectarmos a um semana que temos certeza de que será próspera. 
Tais palavras nos permitirão suavizar qualquer percalço, e por isso os convido a me acompanharem!





Título Original: O Navio e o Grande Segredo

Autor: Paulo Venturelli

Ano: 2019

Páginas: 40

Editora: InVerso 

Sinopse

Escrito há mais de 30 anos e guardado a sete chaves, Paulo Venturelli apresenta ao mundo seu filho preferido!

“O navio e o grande segredo” é sinestésico e profundo, escrito em uma narrativa lírica, com elementos surrealistas e um clima nonsense, que busca provocar o leitor e tirá-lo de sua zona de conforto!


Um desafio literário aos que dizem não agradarem-se com a leitura de poesias, o livro O Navio e o Grande Segredo é um convite aos leitores a aventurarem-se na profundidade das palavras escritas por Paulo Venturelli em sua obra, muito bem guardada, por sinal, por mais de 30 anos.

" ...e vejo com todas as cores 

um navio passa devagar pelo céu
e brilha como a graça da pessoa amada."

Em quarenta páginas muito bem coloridas, com ilustrações de Carla Linhares (a Carla Lado B), o autor, que vê nas possibilidades literárias a premissa para uma boa escrita, nos traz textos profundos, com caráter sinestésico, o que nos leva a um desafio ainda maior dentro da sua proposta, já que convida-nos, através de experiências sensoriais, a embarcarmos por entre as linhas de O Navio e o Grande Segredo seus versos e apresentação da imagética natural a cada sensação, cada sentido.

"E neste navio de agito
há um marinheiro singular".
Assim, fica aqui o convite a serem retirados de vossas zonas de conforto, o que é valioso na Literatura, assemelhando-se à bela proposta da Editora InVerso, e o Programa de Fomento à Leitura, ao qual tenho orgulho de participar através do Café com Leitura Blog.

Um livro voltado, entre aspas, ao público infantil. Digo assim porque a nós, adultos, também torna-se instigante, envolvente, reflexivo, convidativo e questionador.

E aí, me contem o que acharam?
Gostam de poesias?
Já leram o livro? Leriam?
Bora iniciar a semana papeando?? ;)

Beijos Literários!

3 comentários

  1. Gosto muito de poesia, mas admito que leio pouco, acho que muito por conta da falta de hábito. Esse livros parece ser muito bom, todos os trechos que você compartilhou na resenha me encantaram. Fora que o livro é bem bonito,as ilustrações estão lindas! Adorei a dica.

    ResponderExcluir
  2. Sim, algumas leituras são mesmo pela falta de hábito, mas a poesia é algo que realmente me cativa! O livro é mesmo instigante, não apenas pelas palavras, mas de fato pela arte! Grata por trazer carinho por aqui! Bjs

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito de poesia e esse em especial me encantou pelas lindas ilustrações e pelos trechos aqui destacados, muito belos por sinal. Parece ser uma obra sensível e cheia de lirismo.

    ResponderExcluir