45/2020: CONTO CAVALEIRO DO CAOS, DE BERNARDO STAMATO

" – A verdade é como o espelho. Não importa a nitidez, cada um olha o que quer e no ângulo que quer. Ou apenas não olha e escolhe seguir o caminho da escuridão".    
Olá, como estão? Tudo bem por aí?
Espero que sim!
Já não é novidade pra ninguém sobre o quanto eu aprecio tanto a leitura quanto a escrita de contos.
Então, hoje quero conversar com vocês sobre um conto que li no início desse mês, e que fez parte da minha TBR da  Maratona Literária de Inverno 2020

Me acompanhem! ;)



Já no início da narrativa, um herói surge de forma imponente.
Aonde está, é diferenciado dos demais justamente por não possuir um brasão.
Sua espada era o que de fato o distinguia...

...Um cavaleiro...
... em meio ao caos.
"Despertei nas sombras".
Seria o Cavaleiro do Caos uma espécie de lenda? 

Ao ser conduzido até o rei daquela localidade, uma missão lhe fora dada: resgatar a filha do soberano, que houvera sido sequestrada por uma bruxa e levada à Caverna dos Espelhos.
Há de se enfatizar que não somente a vida da princesa estaria em risco, mas a segurança daquele reino inteiro havia caído sobre os ombros de um legendário e respeitado guerreiro.
"Só existe vitória quando existe propósito. E é você quem define o seu propósito".
Como uma das características do escritor Bernardo Stamato, não haveria de faltar certa pitada de humor nos diálogos, porém em dose exata, bem como na caracterização de seus personagens, o que torna a leitura um tanto mais leve e natural, aproximando o leitor ainda mais, neste caso, de todo o contexto da história, principalmente do mítico cavaleiro.

Sobre esse detalhamento na personalidade do Cavaleiro do Caos, algo a me chamar a atenção é justamente o fato de ele aparentar ser solitário, traço marcante, por sinal,  mostrando preferência inclusive por travar suas batalhas como tal.

Ao mesmo tempo, nota-se o quanto parece gostar de que saibam quem ele seja – certa vaidade que talvez lhe fosse peculiar.



Sobre a Caverna dos Espelhos, espaço por onde o protagonista percorrerá boa parte da aventura, observa-se que possivelmente ali irá deparar-se com as trevas ao ver sua imagem o tempo todo refletida.
"Não sei se estava caminhando devagar para não me perder entre os reflexos ou para admirar a miríade de espelhos".
A mim enquanto leitora, é a partir desse ponto da narração que o escritor chega ao  auge de seu trabalho enquanto um diferencial. 

Afinal, por entre encontros e desencontros do Cavaleiro consigo mesmo dentro daquela espécie de algar reluzente, é como se arte, música e um toque de magia trouxessem espécie de encantamento a toda condição de confusões vividas por ele.
"E então eu vi apenas sombras no meu caminho. Sem paredes, chão ou teto. Sem cristais. Sem reflexos. Apenas o fim do vácuo".

Atentei-me durante a leitura a alguns pontos que pareciam estar subentendidos, o que vi como algo proposital e até positivo na escrita desse conto de Bernardo Stamato
A ida de encontro com o salvamento do reino e da filha do rei, por exemplo,  seria uma forma provocativa de o personagem encontrar consigo mesmo.

A sensação que se tem é de uma certa distorção da forma como ele se vê, e de como realmente seja. Como se vislumbrasse seu "eu" por entre o reverberar através dos espelhos e, ao mesmo tempo, se centrasse em meio àqueles cristais, o que parece provocar uma espécie de ilusionismo para confundi-lo, justamente pelo fato de estar tenso em boa parte de sua missão.
" Até que tudo o que existia eram trevas."
Sobre o autor 

Tudo começou ao participar do concurso cultural "Eu, Criatura", tendo ficado em primeiro lugar.

Desde então, não mais parou, escrevendo contos, críticas literárias e textos diversos para sites como Mundo Epic, Filmes & Games e para o site e canal Ei Nerd.
Fundou o Mochileiros do Multiverso no Instagram e no YouTube.

Bernardo Stamato é escritor, tendo dois livros de fantasia medieval/sombria publicados. Atualmente, escreve um horror psicológico. É professor de Escrita Criativa e produtor de conteúdos. Nas redes sociais, você o encontra através do projeto Mochileiros do Multiverso, que aliás, no youtube, dá diariamente dicas de Escrita Criativa e cultura pop sob o olhar de um escritor.


E então? O que acharam?
Já leram? Ainda não? Mandem um inbox pra ele no Instagram! Com certeza vocês irão bater um super papo e ele ainda irá lhes enviar, via e-mail, não apenas esse conto, mas os demais que já nos disponibilizou, sem contar as ótimas dicas de escrita criativa.

O trabalho de Stamato enquanto escritor é fascinante! E, aqui, em Cavaleiro do Caos, ele mais uma vez se superou.

Beijos literários!









20 comentários

  1. Achei incrível! Deveriam ter mais pessoas apoiando nossos escritores brasileiros, pois o que não falta são títulos incríveis ❤❤❤❤❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, fato! E esse escritor, para mim, faz um mega diferencial em seu trabalho! De excelência e super indico! Bj

      Excluir
  2. Olá!
    Eu também amo ler contos, e esse ainda não conhecia mas gostei bastante da premissa.
    Ah, e essas maratonas são ótimas para conhecer novos autores e livros incríveis. Infelizmente, não participei dessa. Mas espero participar da próxima.
    Já fiquei curiosa para conhecer o livro que ele está escrevendo, pois amo o gênero.
    Ainda não conhecia o autor, mas já vou seguir ele nas redes sociais para não perder nenhuma novidade.
    Adorei os quotes e fotos que você trouxe, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já conheço o trabalho de Stamato desde 2018, quando ele publicou seu primeiro livro de Fantasia Medieval Sombria: A Era do Abismo 1. O que a-mei! Depois, criamos um laço de amizade bem bacana, sem contar que o cara escreve muito bem, além de me dar ótimas dicas em meu processo de Escrita também.😍 Sobre seu novo livro, é um diferencial dos anteriores. Está escrevendo um de Horror Psicólogico, que aliás estou lendo em betagem e já te digo o quanto está ficando Bom! Bjs

      Excluir
  3. Como você já deve bem saber, eu também sou uma fã de contos! E fiquei mega intrigada e achei muito interessante esse conto que
    você leu para a sua TBR da Maratona de Inverno. Eu tenho muita curiosidade em ler algo do Bernardo Stamato. Acompanho o perfil dele no Instagram e pretendo ler algo dele e conhecer a escrita do mesmo assim que for possível. Ainda mais agora, depois dessa sua excelente indicação! E em saber que ele se superou nesse conto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro a escrita de contos e especialmente vejo a escrita de Stamato como muito cativante. Penso que quando tiver oportunidade, não irá perder, só ganhar. Inclusive, esse e alguns outros ele disponibiliza na lista de e-mails. É só chamar por ele inbox no instagram. ;)
      Bjs

      Excluir
  4. Eu não sou muito fã de contos, assim... Mas confesso que fiquei curiosa com esse! Não só pela história, mas pelas pitadas de humor que o autor coloca. Adoro isso! Também adorei saber que o Bernardo escreve livros de fantasia medieval sombria, me interessei muito! Muito legal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, se gosta de fantasia Medieval, esse é o escritor que e indico a conhecer as obras! E sim, a escrita dele tem uma pitada de humor que não pesa a mão. Adoro!
      Bjs

      Excluir
  5. A figura do espelho é sempre muito cara à literatura justamente por esse poder de ser uma "janela para a alma" (Machado de Assis e Guimarães Rosa que o digam. Fiquei curiosa pra ler e conferir em primeira mão como foi que o Bernardo abordou essa caverna. Vou procurar esse livro e acompanhar melhor o Mochileiros do Multiverso, que eu sigo não lembro como, mas nunca dei muita atenção. Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, não, essa história não está em livro, mas sim é um conto que ele disponibiliza em sua lista de e-mails.

      Excluir
  6. Oi Ana, tudo bem? Espero que esteja melhor. Queria ler mais contos mas quando percebo dou mais atenção aos livros (principalmente suspense que são meus preferidos). A Editora Planeta lançou um projeto onde alguns autores escreveram sobre sua percepção sobre a quarentena. Li um deles e gostei bastante da sensibilidade do autor. Acredito que por mais diferente que seja a leitura sempre aprendemos algo concorda? Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  7. Menina, eu adoro a escrita e a leitura de contos, para te falar a verdade. A mim, além de ser fluido, é enriquecedor enquanto alguém que escreve. Leituras rápidas, não é? Também me pego lendo mais livros, mas como gosto bastante, sempre me dou esse tempo bem gasto a apreciar os contos.
    E obrigada, a propósito. Estou melhor!
    Bjkasss

    ResponderExcluir
  8. Oi Ana! Então, eu não tinha o hábito de ler contos, até que este ano entrei de cabeça. Estou amando! Gostei muito da ideia do conto pq sou bem fascinada com Fantasia Medieval e gostei de vc citar uma característica do autor que é seu humor dosado e complementar à escrita. Eu curto bastante!
    Ótima dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii! Contos são oportunidades literárias extremamente fantásticas, não é mesmo!? E Bernardo arrasa mesmo nos diálogos e nas doses de humor. Em breve já trarei mais resenhas de contos dele por aqui. Bjs

      Excluir
  9. Oi, Cláudia. Eu amo contos. Faz tempo que não leio algum no gênero Fantasia e afins
    .acho que os.ultimos.nessa vibe foram de Neil Gaiman xD
    Já ouvi vc falar super bem do trabalho desse autor e isso só me deixa ainda mais ansiosa pra conhecer a escrita dele. ^^
    Tschüss 😘🌻

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É só se achegar, Val! O autor disponibiliza seus contos através de contato com ele via direct, no Instagram. Em breve trarei mais de seus trabalhos. Bjs

      Excluir
  10. Oi Ana. Não conheço o autor, mas eu como fã de contos, achei muito interessante o que você trouxe na sua resenha sobre essa curta obra do Bernardo. Com certeza esse tema me agradou, bem como suas inserções de humor, mas de forma ponderada e objetiva.
    Já quero ler! E quem sabe, apoiar esse trabalho conhecendo seus outros trabalhos e levando seu nome a outros leitores.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii! Bernardo tem dois livros publicados na Pendragon, que inclusive tem resenhas aqui. Seus livros estão sempre nos rankings dos mais vendidos da editora, o que também aconteceu na Bienal do Rio, em que lançou "A Era do Abismo - Crônicas do Éden", o segundo da saga. O combo da saga ficou em primeiro lugar de vendas, sem contar as vendas em separado de cada um dos livros no evento. Mas disponibiliza contos ao seu clã via e-mail. É só procurar por ele no instagram e bater um papo. Logo estarei trazendo mais contos dele. Bjkass

      Excluir
  11. Olá!
    Só de saber que é um conto brasileiro já me animou. Ainda mais sendo fantasia! Vou procurar saber mais do autor e esse livro. Eu contos, são tá o gostosos de ler e melhor ainda se tiver uma referência ou conexão com o livro em geral! Maravilhoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii! Simmmm! Também mega apoio os nacionais. E esse autor é um querido e talentoso amigo. se gosta de Fantasia então, irá se encontrar na escrita dele. Ele disponibiliza contos ao seu clã via e-mail. É só procurar por ele no instagram e bater um papo. Logo estarei trazendo mais contos dele. Bjkass

      Excluir