MARATONA DE MAIO COM O INTERATIVE-SE! #DIA03

Oláaa! Como vão?? 
Espero que bem! 


Bom, por motivos de força maior, hoje estarei me ajustando à rotina da Maratona de Maio, colocando aqui o terceiro dia! Bora me acompanharem?? ;)



Falar da minha idade através dos livros me deu certo nó na cabeça! Hahaha!
São quarenta e três anos e fases bemmmm diversificadas de leituras na vida!

Fiquei por um período parada com os tipos de leituras que tenho feito desde que iniciei o projeto  Café com Leitura Blog em 2018.

Assim, para me facilitar e situar vocês de maneira resumida, resolvi trazer um pouco desses meus 43 através de décadas literárias. Vamos lá?


A primeira leitura que me veio à cabeça e que até já mencionei em outros projetos assim que recordei dos meus primeiros dez anos de vida foi a leitura do livro O Menino Maluquinho, de Ziraldo, que marcou muito minha infância, estendendo-se inclusive por outras fases através de um carinho enorme pelo escritor e seus trabalhos.


Já na adolescência, lembro-me da leitura de alguns clássicos da literatura nacional que li na escola, como por exemplo Dom Casmurro e O Alienista, de Machado de Assis, e Capitães de Areia, de Jorge Amado.

 

Voltando à Ziraldo, entre meus 20 e 30 anos, logo me lembrei de Uma professora Muito Maluquinha, como era chamada por alguns alunos, e sou até hoje quando nos encontramos na rua, mesmo não mais estando em sala de aula (tempos saudosos!). 

Vale ainda eu mencionar aqui que, por um longo momento da minha carreira de educadora,  atualmente gestora por quase dez anos, me ausentei de certa maneira da leitura de ficção e não-ficção, ficando um longo período muito focada em leis e filósofos da educação, o que até me deixou um tanto perdida assim que resolvi iniciar meu projeto.


Pesquisando com minha filha e colaboradora no blog sobre o período entre os trinta e quarenta anos, ela logo mencionou O Mundo de Sofia, de Jostein Gaarder, visto que levei quase uma década para concluir a leitura, que abandonei por diversas vezes! (rsrs)

Só para deixar claro, mesmo depois de virar motivo de piada entre ela e alguns amigos blogueiros, eu finalmente o concluí, como uma das minhas metas literárias em dezembro de 2019!


Finalmente, aos 43 vivo um momento delicioso na literatura!

Me identifiquei de fato com Clarice Lispector, seus contos, crônicas e demais textos, como sempre menciono e até já me associam por aí ao lerem algo sobre a escritora (o que me deixa feliz e lisonjeada!)

Café com Leitura Blog tem ainda me possibilitado a leitura e a valorização dos autores nacionais, sem contar a tamanha identificação com os romances (me vinculando com mais clareza aos de época), além daquelas focadas, embasadas na mulher e em sua luta ao longo dos tempos, e nas poesias, que também sempre me harmonizei, mas que ficaram um tanto apagadas de mim por certo estágio de vivência.

Ah, não poderia deixar de dizer que os clássicos atemporais também me fascinam e eu não tinha como eu deixar de mencionálos! 

E aí, o que acharam da minha idade através dos livros?
Já leram algumas das obras mencionadas aqui?

Beijos literários!

2 comentários

  1. Mundo de Sofia lembro de ter devorado, um livro marcante, tanto que minha filha tem o mesmo nome!!! Lemos os mesmos clássicos na adolescência! Esse ano, por enquanto, li A Hora da Estrela de Clarice Lispector.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Eu ganhei o mundo de sofia e o devorei, certa de que leria uma grande obra a respeito da filosofia e confesso que me decepcionei um pouco. Mas eu já tinha estudado filosofia na escola, então a questão era que o embate no livro ficou fragilizado gracas ao meu maravilhoso professor Fausto... mas acho que é um bom livro para quem ainda não se aventurou pelas idéias de Platão e Socrates. rs

    bacio

    ResponderExcluir