31/2020: SE NÃO FOSSE O SEU AMOR

"Todas as tardes, eu ajudava minha mãe nas vendas, estudava e dormia no mesmo cantinho que dormia quando bebê. Eu gostava muito de tudo isso. Não sentia falta de nada com a presença forte de minha mãe..."
Olá, pessoal! Como estamos? Bem, não é? Lendo bastante? Espero que sim, porque é sobre mais uma leitura gostosa que estou vindo aqui para conversar com vocês!

Sabem aquela história de superação, que te traz boas vibrações, energia e espiritualidade, te deixando leve ao final e prontos para mais uma? Foi assim que me senti ao concluir a que irei lhes apresentar hoje!

Bora conferir?! ;)

Título Original: Se Não Fosse o Seu Amor

Autora: Larissa Pessoa

Ano: 2019

Páginas: 160

Editora: Grupo Editorial Coerência 

Sinopse

Isabel é uma estudante que, após ter enfrentado diversas dificuldades em sua vida, prepara-se para superar mais um obstáculo: encontrar sua vocação e decidir qual carreira seguir.

Conforme ela vai avançando nas fases de sua vida, a jovem começa a associar seus momentos de felicidade e angústia com a forma com que se relaciona com Deus, percebendo a importância de sua fé para alcançar uma vida plena.

Em “Se Não Fosse o Seu Amor”, Larissa Pessoa busca conscientizar o leitor de que ele não está sozinho em nenhum momento, mostrando que, embora Deus chame a todos para seguir ao Seu lado, depende de cada um aceitar o que Ele reservou para sua trajetória, seguindo, assim, pelo caminho que o guiará para uma vida incrível.

Embarque nesta jornada e emocione-se com esta história transformada por Deus.



Isabel é uma estudante de dezessete anos que foi criada por Dona Josefa, uma pessoa a quem chamou carinhosamente, até o momento em que viveram juntas, de "minha mãe", visto que a sua mãe biológica de fato não conhecera.

Criada dentro dos preceitos de fé e religiosidade, sempre foi uma moça temente, com a espiritualidade aguçada no mais profundo de seu ser. Clama a Deus diariamente, assim como nos momentos de indecisões, quando percebe a necessidade de seguir um caminho a ter de escolhê-lo com sabedoria, optando pelo retorno divino.

Crê dialogar profundamente com o Senhor, compreender as suas mensagens, o que tenta seguir em seu cotidiano.



Ela sabia que sua mãe engravidara muito jovem, algo que na época tivera que esconder dos pais o máximo que pôde, como uma forma de proteger sua bebê pois, caso descobrissem, poderiam tentar fazer algo contrário a tal situação.

Por segurança de sua filha e também à Josefa, que lhe resguardou e lhe cuidou, ajudando-lhe inclusive no parto, resolveu tomar as devidas precauções, de modo a auxiliá-las e enfim sumir de vez no mundo. Antes de partir, fizera dois pedidos. Um deles era que entregasse uma carta para Isabel, que a mantivesse guardada, lacrada, e que a repassasse, assim que  a criança completasse quinze anos, idade que ela lhe deu a luz.
"É o excesso de sofrimento que testa a nossa capacidade de superação".
Através dos ensinamentos de sua mãe Josefa, Isabel crescera em meio às palavras contidas na Bíblia Sagrada, e em conversas com Deus, assim como com os testemunhos narrados por sua mãe que a criara.

Enfrentaram doença, o medo de a menina ficar sozinha no mundo, a dificuldade financeira, relacionamento abusivo, o que abalara brutalmente sua relação com Josefa, agressões, sensação de abandono físico e espiritual, rejeição, abalo na fé, decisão por afastamento de Deus...



Com tantas adversidades, portas fechavam-se. Pessoas queridas a decepcionaram (coisas da vida!), o que para uma adolescente a forçava conhecer o significado de maturidade precocemente. Porém, janelas abriam-se com luminosidade, trazendo-lhe a possibilidade de um recomeço.
"Como minha mãe sempre me falava: 'afaste todos os pensamentos negativos da sua mente, pense sempre positivo e rodeie-se  de energias boas!'".
Revolta, raiva, mágoa e depressão estiveram presentes na vida de Isabel, tão previamente. afastara-se, de forma brusca e rebelde de seus amigos, daqueles que a havia acolhido, bem como dos mandamentos divinos.

Viveu dias de lástimas, todavia, descobrira finalmente o significado fiel do amor.
"O amor é uma escolha. Quando é verdadeiro, nunca se acaba, mas se renova com o passar do tempo."
Uma história bem narrada, com vocabulário de fácil compreensão e fonte em tamanho considerável ao manuseio do leitor, o que observa-se ainda na boa diagramação e arte compatível com a proposta da escritora, sem contar a capa do livro, que mescla simplicidade e harmonia. Tudo perfeito! ;)




Sobre a autora

Larissa Pessoa é fisioterapeuta de formação, mas optou por se dedicar ao empreendedorismo. Esposa e mãe de três filhos, interpreta sua vocação para a escrita como uma missão divina. Se não fosse seu amor é seu primeiro romance, e a autora pretende continuar escrevendo histórias de superação e fé a fim de ajudar a levar muitas outras pessoas para junto de Deus.



E aí, pessoal? Conhecem Larissa Pessoa e seu romance? Gostam desse tipo de proposta literária? Me contem aqui nos comentário se já leram! Bora conversar! ;)

Beijos literários!


Nenhum comentário