31/2020: SE NÃO FOSSE O SEU AMOR

"Todas as tardes, eu ajudava minha mãe nas vendas, estudava e dormia no mesmo cantinho que dormia quando bebê. Eu gostava muito de tudo isso. Não sentia falta de nada com a presença forte de minha mãe..."
Olá, pessoal! Como estamos? Bem, não é? Lendo bastante? Espero que sim, porque é sobre mais uma leitura gostosa que estou vindo aqui para conversar com vocês!

Sabem aquela história de superação, que te traz boas vibrações, energia e espiritualidade, te deixando leve ao final e prontos para mais uma? Foi assim que me senti ao concluir a que irei lhes apresentar hoje!

Bora conferir?! ;)

Título Original: Se Não Fosse o Seu Amor

Autora: Larissa Pessoa

Ano: 2019

Páginas: 160

Editora: Grupo Editorial Coerência 

Sinopse

Isabel é uma estudante que, após ter enfrentado diversas dificuldades em sua vida, prepara-se para superar mais um obstáculo: encontrar sua vocação e decidir qual carreira seguir.

Conforme ela vai avançando nas fases de sua vida, a jovem começa a associar seus momentos de felicidade e angústia com a forma com que se relaciona com Deus, percebendo a importância de sua fé para alcançar uma vida plena.

Em “Se Não Fosse o Seu Amor”, Larissa Pessoa busca conscientizar o leitor de que ele não está sozinho em nenhum momento, mostrando que, embora Deus chame a todos para seguir ao Seu lado, depende de cada um aceitar o que Ele reservou para sua trajetória, seguindo, assim, pelo caminho que o guiará para uma vida incrível.

Embarque nesta jornada e emocione-se com esta história transformada por Deus.



Isabel é uma estudante de dezessete anos que foi criada por Dona Josefa, uma pessoa a quem chamou carinhosamente, até o momento em que viveram juntas, de "minha mãe", visto que a sua mãe biológica de fato não conhecera.

Criada dentro dos preceitos de fé e religiosidade, sempre foi uma moça temente, com a espiritualidade aguçada no mais profundo de seu ser. Clama a Deus diariamente, assim como nos momentos de indecisões, quando percebe a necessidade de seguir um caminho a ter de escolhê-lo com sabedoria, optando pelo retorno divino.

Crê dialogar profundamente com o Senhor, compreender as suas mensagens, o que tenta seguir em seu cotidiano.



Ela sabia que sua mãe engravidara muito jovem, algo que na época tivera que esconder dos pais o máximo que pôde, como uma forma de proteger sua bebê pois, caso descobrissem, poderiam tentar fazer algo contrário a tal situação.

Por segurança de sua filha e também à Josefa, que lhe resguardou e lhe cuidou, ajudando-lhe inclusive no parto, resolveu tomar as devidas precauções, de modo a auxiliá-las e enfim sumir de vez no mundo. Antes de partir, fizera dois pedidos. Um deles era que entregasse uma carta para Isabel, que a mantivesse guardada, lacrada, e que a repassasse, assim que  a criança completasse quinze anos, idade que ela lhe deu a luz.
"É o excesso de sofrimento que testa a nossa capacidade de superação".
Através dos ensinamentos de sua mãe Josefa, Isabel crescera em meio às palavras contidas na Bíblia Sagrada, e em conversas com Deus, assim como com os testemunhos narrados por sua mãe que a criara.

Enfrentaram doença, o medo de a menina ficar sozinha no mundo, a dificuldade financeira, relacionamento abusivo, o que abalara brutalmente sua relação com Josefa, agressões, sensação de abandono físico e espiritual, rejeição, abalo na fé, decisão por afastamento de Deus...



Com tantas adversidades, portas fechavam-se. Pessoas queridas a decepcionaram (coisas da vida!), o que para uma adolescente a forçava conhecer o significado de maturidade precocemente. Porém, janelas abriam-se com luminosidade, trazendo-lhe a possibilidade de um recomeço.
"Como minha mãe sempre me falava: 'afaste todos os pensamentos negativos da sua mente, pense sempre positivo e rodeie-se  de energias boas!'".
Revolta, raiva, mágoa e depressão estiveram presentes na vida de Isabel, tão previamente. afastara-se, de forma brusca e rebelde de seus amigos, daqueles que a havia acolhido, bem como dos mandamentos divinos.

Viveu dias de lástimas, todavia, descobrira finalmente o significado fiel do amor.
"O amor é uma escolha. Quando é verdadeiro, nunca se acaba, mas se renova com o passar do tempo."
Uma história bem narrada, com vocabulário de fácil compreensão e fonte em tamanho considerável ao manuseio do leitor, o que observa-se ainda na boa diagramação e arte compatível com a proposta da escritora, sem contar a capa do livro, que mescla simplicidade e harmonia. Tudo perfeito! ;)




Sobre a autora

Larissa Pessoa é fisioterapeuta de formação, mas optou por se dedicar ao empreendedorismo. Esposa e mãe de três filhos, interpreta sua vocação para a escrita como uma missão divina. Se não fosse seu amor é seu primeiro romance, e a autora pretende continuar escrevendo histórias de superação e fé a fim de ajudar a levar muitas outras pessoas para junto de Deus.



E aí, pessoal? Conhecem Larissa Pessoa e seu romance? Gostam desse tipo de proposta literária? Me contem aqui nos comentário se já leram! Bora conversar! ;)

Beijos literários!


13 comentários

  1. Que livro mais amorzinho! Eu não o conhecia, mas eu gostei da forma como aborda a questão de adoção e fé, de forma mais leve.
    Não sei se leria, já que faz muito meu estilo literário, mas é uma boa dica para quem curte. =)
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  2. Que história maravilhosa. E a resenha também. Adoro histórias de superação. Menina, essa editora arrasando sempre na edição né!? Bjusss e um ótimo domingo.

    ResponderExcluir
  3. Olá, não conhecia a autora até o momento, e vejo que para quem aprecia a escrita e a leitura por essa perspectiva de missão divina, é uma ótima pedida, tenho alguns alunos que adorariam ler essa história, até mesmo por identificação, que bom que no final, a personagem encontra a noção fiel de amor, realmente, amadurecer antes do tempo, pode ser bastante danoso...

    ResponderExcluir
  4. Oi, Cláudia. Não conhecia o livro. Confesso que não sou dada a leituras do gênero mas acho que pra quem gosta de vivenciar a religiosidade ou coisa do tipo vai se encantar com a escrita da autora. Primeiro livro e já bem promissora, né? A capa realmente condiz bem com a obra.
    ^^
    Tschüss 😘

    ResponderExcluir
  5. Como diz a minha pequena, que fofura! Um livro levinho e gostoso para intercalar com minhas leituras pesadas! Anotado!

    ResponderExcluir
  6. engraçado que lendo a sinopse imaginei que o tema seria mais essa dificuldade de se indetificar e encontrar o caminho mas lendo sua resenha percebemos como a obra aprofunda em outros temas bem pesados que perpassam a vida da personagem.

    ResponderExcluir
  7. Interessante o livro trazer essa personagem, estudante, de início e que mesmo ao enfrentar várias dificuldades
    na vida dela, ainda vai precisar superar outros obstáculos para descobrir a vocação dela e a questão de escolher qual carreira seguir, assim como muitos jovens estudantes passam por isso. É importante esse amadurecimento e a força que vamos encontrando em nós mesmos ou em nossos valores, e no caso da personagem, ela encontrou essa fé. Muito interessante. Nota-se que o livro vai além disso, e também aborda outras questões e dificuldades na vida da personagem. Muito bacana saber a sua opinião sobre a obra. Acredito que todos somos diferentes e temos criações ou crenças diferentes, então não existe religião certa ou melhor que a outra. Pra
    cada pessoa e cultura existe algo em que se acreditar e que nos
    ajuda a superar as diversidades da vida. Então, o importante é viver seguindo de acordo com o que acreditamos e nos dá forças. Acho que pra quem gosta de vivenciar essa questão da religiosidade na história,
    será uma leitura promissora.

    ResponderExcluir
  8. O livro parece ser bem bonitinho e cheio de mensagens de esperanças. Espero que toque aos leitores que buscarem por uma história de superação e vitórias.

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia a autora nem a obra, e parece que traz ensinamentos e bastante de fé, uma estória de esperança. Tenho certeza que deve ser uma leitura bem leve e inspiradora.

    ResponderExcluir
  10. Oi Ana, tudo bem? Que mensagem mais bonita desse livro. Durante nossa vida em muitos momentos pensamos estar sozinhos e sem ninguém para nos ajudar. No entanto, quem acredita em Deus consegue sentir essa presença. Gostei muito do quote que selecionou. Nos cercar de pessoas boas, que compartilham energia positiva faz toda diferença no nosso dia a dia. Elas tornam nossa vida melhor. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  11. Oi Ana! Parece ser um livro leve e motivador desde a capa, ne?! Que linda! A história parece ser muito bonita mesmo, com muitos obstáculos a serem vencidos e muito conhecimento a ser adquirido. Questões de vida mesmo! Dica anotada.
    Bjos

    ResponderExcluir