05/2020: A GAROTA DO LAGO

"Sem inimigos nem suspeitos. Apenas uma pessoa cheia de planos que estava viva num dia e, no outro, é encontrada morta."
Olá, como estão?
Por aqui, tudo bem! Aliás, não poderia estar melhor depois dessa belíssima leitura que tive a oportunidade de realizar com a galera do Faroníacos no mês de dezembro.
Eu falo de A Garota do Lago, por Charlie Donlea.
Vamos conhecer  a resenha do livro de hoje??


Título Original: A Garota do Lago

Autor: Charlie Donlea

Ano: 2017

Páginas: 296

Editora: Faro Editorial

Sinopse

Summit Lake, uma pequena cidade entre montanhas, é esse tipo de lugar, bucólico e com encantadoras casas dispostas à beira de um longo trecho de água intocada. Duas semanas atrás, a estudante de direito Becca Eckersley foi brutalmente assassinada em uma dessas casas. Filha de um poderoso advogado, Becca estava no auge de sua vida. Atraída instintivamente pela notícia, a repórter Kelsey Castle vai até a cidade para investigar o caso. E LOGO SE ESTABELECE UMA CONEXÃO ÍNTIMA QUANDO UM VIVO CAMINHA NAS MESMAS PEGADAS DOS MORTOS.E enquanto descobre sobre as amizades de Becca, sua vida amorosa e os segredos que ela guardava, a repórter fica cada vez mais convencida de que a verdade sobre o que aconteceu com Becca pode ser a chave para superar as marcas sombrias de seu próprio passado.


Livro de Charlie Donlea, sua iniciação na carreira, que é subdividido em 51 capítulos que relatam a história de uma vítima, e que gera todo o suspense da trama: o brutal assassinato da jovem Becca Eckersley na pacata cidade de Summit Lake em 17 de fevereiro de 2012, com toda a investigação que seria realizada pela experiente jornalista Kelsey Castle, que é direcionada ao local do crime pelo seu chefe justamente por ele achar que segredos deveriam ser esclarecidos.
"Descobrir um segredo jamais é a chave. Descobrir por que um segredo é um segredo é o que leva a algum lugar."
De família rica, a jovem Becca  era estudante de Direito e já estava perto de se formar quando foi assassinada da maneira atroz, o que fez com que familiares, amigos próximos e moradores de Summit Lake ficassem chocados, já que a moça não tinha inimigos, aparentemente.

Na faculdade, criara laços com três amigos que tornaram-se cada vez mais próximos, e até cúmplices de algumas de suas confissões. Eles eram Brad, Gail e Jack.



As investigações acerca de um fato tão trágico e nada habitual na pequena cidade engendrou conversas diversas na localidade, porém a existência de um possível diário da jovem possibilitaria dar uma guinada nas investigações.
"Kelsey sabia, porém, que o recreio não duraria para sempre. Viera a Summit Lake para escrever a história do assassinato de uma garota, mas também para sossegar seus demônios interiores. Isso exigiria autorreflexão, algo em que ela não era boa".
Fato é que Kelsey, por motivo único, somente dela, em princípio, identificou-se de tal forma com o caso de Becca Eckersley, que passou a dormir e acordar, respirar os momentos  que  teriam antecedido a morte da estudante de Direito. E ela era muito boa no que fazia! A tal ponto que acabou por cercar-se numa trama de mistérios envolvendo aquele homicídio. Passou a buscar todos os documentos possíveis, da maneira que fosse necessária, para descobrir quem afinal teria matado Becca Eckersley.



Essa história de suspense de Charlie Donlea propicia ao leitor uma viagem em diversos enigmas e descobertas acerca de Becca Eckersley e as investigações de Kelsey Castle, intercalando os capítulos entre o dia de sua morte e os momentos antecedentes ao triste ocorrido.

Em princípio, admito ter achado a primeira parte da narrativa um tanto carregada em detalhes, contudo não fora impeditivo para que, principalmente através das partes investigativas em que narrava sobre Kelsey, em que o autor caprichava em ações, me favorecesse enquanto leitora por querer descobrir quem teria cometido tal ato contra a personagem.
"As noites seriam especialmente difíceis, os livros lhe disseram. Seus pesadelos confirmavam isso. No entanto, ela se orgulhava do fato de que, quando não estava dormindo, as horas sombrias da noite eram seus momentos preferidos.  (...) Naquela hora, ela sabia que o resto do mundo dormia, e só então se sentia à vontade, relaxando, sabendo que não estava perdendo nada".
Como mencionei no início, essa foi nossa leitura do mês de dezembro, e o debate aconteceu no dia seis de janeiro, tendo sido riquíssimo em comentários, detalhamentos muito bem observados por aqueles que puderam ler e tiveram a oportunidade de participar, o que está relatado de forma breve em post no instagram Faroníacos .

Bom, essa é a minha dica de hoje. Espero que tenham gostado!
Me contem aqui: Já leram A Garota do Lago, de Charlie Donlea? E o que acharam? Já leram ou têm a intenção de ler outras obras do autor? Quais? Me contem aqui! Vamos conversar!

Beijos literários!

4 comentários

  1. Li esse livro ano passado e me prendeu do início ao fim. Apesar de em alguns momentos a narrativa ser talvez detalhista até demais, ainda assim a história me prendeu. E as reviravoltas e descobertas me surpreenderam muito, o que não é comum pra mim. Suspense/policial é um dos meus gêneros preferidos e, por consequência, leio muitos livros nessa temática e é difícil encontrar algo que me surpreenda e consiga me enganar quanto ao andamento da história. Além disso, a história da Becca e como tudo aconteceu me fez lamentar muito por ela, assim como o motivo oculto da Kelsey.

    ResponderExcluir
  2. Vejo muitas críticas positivas sobre esse livro na net, acredito que seja um daqueles suspenses de tirar o fôlego, é um dos estilos de leitura que mais gosto. Provavelmente vai virar filme em breve.

    ResponderExcluir
  3. Anaaaaaaaa acabei de fazer minha resenha desse livro incrível. Realmente no começo ele é bem detalhista, porém eu acho que esse tipo de escrita contribui para uma boa história. Ótima dica é claro.

    ResponderExcluir
  4. Foi minha primeira leitura do ano e amei. Já quero os outros livros desse autor.

    ResponderExcluir