54/2019: O LADO SOMBRIO DO SÍTIO

"Histórias são como almas, nunca morrem. Uma vez que nascem, uma vez que alguém escuta aquela história, interage com ela, a imagina dentro da cabeça, ela nunca poderá ser destruída. Pode mudar de hospedeiro. Pode mudar de aparência. Pode se transformar. Mas nunca morre". (A Última História do Sítio, por Peter Larubia)
Olá, todos! Como vão? Vamos conversar mais um pouquinho sobre histórias assombrosas?

Um dos presentes que recebi na Bienal do Rio desse ano foi ter o prazer de conhecer a equipe e a organização da Lura Editorial. Lá, ganhei de presente do Daniel um livro que queria muito  e que estreou com chave de ouro: eu estou falando da Antologia O Lado Sombrio do Sítio, que foi organizada por Felipe S. Mendes e tem como convidado de honra André Vianco.
É sobre ela que iremos conversar hoje!



Título Original: O Lado Sombrio do Sítio

Ano: 2019

Páginas: 288

Editora: Lura Editorial 

Sinopse

Imagine que o mundo encantado do Sítio do Picapau Amarelo de repente se torna escuro e sombrio, cheio de novas e horripilantes descobertas. É o que o leitor encontrará nas páginas desta inovadora antologia de contos, organizada por Felipe S. Mendes em parceria com a Hardcover, o autor best-seller André Vianco e a Lura Editorial.

O Lado Sombrio do Sítio vem trazer em suas páginas alguns contos de terror e suspense, cada qual escolhido com a singela pretensão de resgatar e homenagear as mais belas histórias de Monteiro Lobato, que mexeram com o imaginário infantil de gerações através de seus ricos personagens folclóricos, mas agora com um toque bem sombrio.


O Sítio do Pica-Pau Amarelo e todas as narrativas fantásticas de Monteiro Lobato foram amaldiçoados!

A toda essa magia, acrescentou-se horror.

É isso que o leitor pode esperar da Antologia O Lado Sombrio do Sítio, uma coletânea de contos muito bem selecionados que reúnem histórias de terror e que dão um toque de criatividade à Literatura Brasileira. 
"A lua de sangue é um fenômeno como poucos. Uma maravilha profana. E Emília sabia disso. A esperteza daquela boneca sempre me fascinou. E naquela noite, uma ideia sombria amadureceu dentro dela com a força que só uma mórbida  curiosidade pode despertar no mais abusado dos seres, por isso não fez rodeios para desafiar-me a construir um tabuleiro ouija". (A Entrevista, por Tereza Cristina)
Na antologia organizada por Felipe S. Mendes os contos narram o lado sombrio de um Sítio do Pica-Pau Amarelo até então desconhecido por todos que cresceram ouvindo as histórias fantásticas de Monteiro Lobato.

Cada personagem é narrado com versatilidade pelos autores, permitindo ao ledor uma completa gama de possibilidades a se imaginar envolvendo o famoso lugar encantado, algo que até então não se conhecia. 

O conto "Tristes Trópicos, Tristes Pretos" , de João Peçanha, por exemplo, retrata certa poesia em torno da história do Saci e de toda uma cultura que vem dos Trópicos através de sua narrativa avessa.



Diversos são os assombros descritos por cada escritor participante do projeto. 

Será que vilões estariam disfarçados de bonzinhos na Antologia?
"Dona Benta decidiu que seria mais seguro se todos dormissem na sala. Armaram um acampamento entre os móveis. Seria uma diversão, não fosse o medo que tomava conta de todos". (Amália, por Sueli Lazari)
Também encontramos conto no formato de poema, que é o caso de "O Lobisomem", de Wanise Martinez.

Histórias de arrepiar, através das mais singelas narrativas envolvendo personagens do Sítio e o próprio Monteiro Lobato.

Alguém conseguiria imaginar uma Emília youtuber, por exemplo? 
Ou todos eles virando estátuas de pedra? 
Ou algum deles com sede de mortes e muito sangue? 
Um Saci herói, que liberta o Sítio do Pica-Pau Amarelo da maldição de um sabugo malvado, ou até mesmo uma "Emília Infernal"? 
O que acham de uma doce vozinha sexagenária, na verdade, ser uma praticante de rituais?

Segredos, medos, lobisomem e monstros terríveis assombram o até então mágico e pacato local nesta antologia!


Confesso que no início achei que pudesse arrastar a leitura, já que, admito, tive certa dificuldade em converter de dentro de mim, uma leitora fã das escritas de Monteiro Lobato, toda a magia e encantamento que cresci lendo, ouvindo e assistindo de suas histórias, nas mais diversas adaptações possíveis para o terror que a proposta carrega. Contudo, posso também afirmar que, ao caminhar do reconhecimento de cada obra, vi minhas expectativas atendidas, e finalizo recomendando!
"Fiz justiça, restabeleci  a ordem no Sítio e ainda por cima, adubei o pomar. Ah, como sou uma boa espiga de milho. Ah, como sou genial". (Visconde de Sinistrosa, por Eduardo Maciel)
Eis abaixo alguns dos contos que me atraíram a atenção enquanto leitora: 

* A Parede de Memórias Criadas, de Isabella Nogueira;

* O Redemoinho Macabro, de "Cabecinha de Vento";

* Cela de Almas, de Rick Bzr;

* Terra Sagrada, de Alice Cadena;

* Maliei, de J.R. Valadares;

* Excursão, de Tati Klebis


"O sítio finalmente se livrou da magia do mal. Os adultos não eram mais estátuas, e sim pessoas de carne e osso. Narizinho e Pedrinho sorriam aliviados, sem acreditar que ainda estavam vivos. Emília voltou a ser a boneca falante de sempre. E o melhor de tudo: o sítio voltou a ser belo e cheio de vida como antes. As cores voltaram para o seu devido lugar e a felicidade continuou reinando naquele pedacinho de céu". (A Sentença na Fogueira, por Julia Celeste) 
Bacana, não?! Literatura, Sítio do Pica-Pau Amarelo, terror e irreverência se unem em O Lado Sombrio do Sítio

E aí, preparados para adentrarem no universo de horror desses contos?
Já leram? O que acharam, ou o que esperam dessa leitura? 
Eu adorei!

Beijos literários!

10 comentários

  1. Olá, Ana!
    Adorei a sinopse! Está incrível! =)

    Acredito que seus leitores também irão adorar conhecer o livro que está muito bem escrito! =)
    Forte abraço!

    Daniel Moraes
    luraeditorial.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá! Agradeço pelo carinho e pela prontidão em passear por aqui! Que bom que gostou do trabalho! Abraços!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Ana.

    Essa situação da Emília youtuber chega até ser engraçada.
    Estou louca para ler essa antologia, essa capa é bem sombria, apesar de eu não conhecer os autores, os contos presentes parecem ser ótimos!

    ResponderExcluir
  4. Tenho bastante curiosidade com esse livro, que já me atraiu pela capa.
    O Sitio fez parte da minha infância e juventude e claro que uma leitura dessa forma desperta minha curiosidade.
    Como sempre, resenha linda!!

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá Ana que resenha incrível! Confesso que quando vi essa Antologia fiquei lokinha para participar mas as ideias não surgiram. Apesar de não curtir o gênero estou louca para adquirir esse livro, pois achei a proposta sensacional, bjusss.

    ResponderExcluir
  6. Eu preciso ler essa antologia, estou muito curioso desde que vi essa capa maravilhosa e de saber que tem a escrita de André Vianco. Espero ler em.breve.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Uau, Ana! Que presente maravilhoso ter o prazer de conhecer a equipe da Lura Editorial. Além de ser presenteada com essa antologia fabulosa! Eu amei essa citação inicial sobre as histórias, pois realmente são como almas e nunca morrem. Fiquei encantada pelo que você pode apresentar e contar aqui pra gente dessa obra. Arrasou como sempre, parceira e amiga!

    ResponderExcluir
  9. Oi Ana, tudo bem? Primeiro deixa eu falar dessa capa. Um misto de beleza com frio na barriga. Gostei bastante da edição e achei linda. Por ela já percebemos o que nos aguarda as páginas internas. Achei a ideia muito criativa ainda mais para os fãs do Sítio do Pica-pau que conhecem toda a ambientação. Fiquei curiosa em ler. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  10. Genial essa dica. Adorei! Acho o universo de Monteiro Lobato bem interessante e esse autor está bem em alto agora por causa do domínio público. Acho muito legal estarem surgindo essas releituras. Beijos!


    🌗 Relatos de um Garoto de Outro Planeta

    ResponderExcluir