35/2019: #12MesesComClarice2019 - CONTO: TRECHO

"É que em vez de gritar, de reclamar, só tenho vontade de chorar bem baixinho e ficar quieta".
Era uma tarde cinzenta no mês de abril. No bar da Avenida. Ela achegou-se a esperar por um amigo. Seria Cristiano??

A sua ausência lhe assustava... E uma angústia lhe assombrara, porque aquele dia estava programado a ser o maior dia da sua vida. Mas Cristiano não chegava!

E todas as situações ali presenciadas, naquele bar, na Avenida, lhe torturavam. E Cristiano não chegava!
"Mas há uma coisa no meu estômago. E Cristiano não vem. Se Cristiano não vier?"

Flora adaptava-se a qualquer momento, ou qualquer situação, gostava dos elogios de Cristiano. Mas não era alguém que o fazia simplesmente por fazer. Ela ainda não tinha sido de fato descoberta. Era como um mistério a ser desvendado.
"Sabe, você, gurizinha, vale mais do que eu pensava. Não é menininha, não. É uma mulher cheia de senso e independência".
A tarde passa, Cristiano não chega, e a vontade de chorar, unida aos pesares dos outros lhe aferrece. Flora só quer ser notada. Ela existe!

"Pois se o Cristiano não vier, quem dirá a toda essa gente que eu existo? E se eu, de repente, gritar pelo garçom, pedir papel e tinta e disser: 'Meus senhores, vou escrever uma poesia!' ".
Até que a chegada de um homem alto, de aparência, que desperta não só a sua atenção, mas a de alguns outros presentes no bar. 
Cristiano...



Então, gente! Eu digo que sinceramente me apaixonei por esse conto de Clarice Lispector, que faz parte da coletânea  Todos os Contos, publicado pela Editora Rocco, e que eu, do Café com Leitura Blog,  junto dos amigos Fernanda, do Blog Conduta Literária, Amanda do Blog Sobre a Leitura e Gustavo, do Blog Leitura Enigmática   temos o prazer de lhes apresentar através do projeto #12MesesComClarice2019 .

Flora, uma moça que em certas horas mostrava-se segura de si e da chegada desse homem, com sua saia curta e apertada, por vezes parecia uma menina, perdida naquele bar, na Avenida. Imponência e autoconfiança pareciam misturar-se a meninices, fragilidade e dúvidas.

Algo que me chama nos traços da escrita de Clarice em seus contos é justamente essa forma dúbia de nos apresentar ao universo feminino. Mulheres de atitude, força, e autenticidade, mas que precisam _ ou talvez queiram _ ou por qualquer motivo aparentam, julgar estar ao lado de seu amado. 

Me digam: Já leram Todos os Contos ?

Espero que tenham gostado!
Nos acompanhem!
Beijos literários!


15 comentários

  1. Olá, Ana.

    Pelo visto esse é um conto que ou você gosta, ou você não gosta.
    Fiquei feliz pela leitura ter sido positiva no seu ponto de vista, agora fiquei na dúvida se eu gostaria de lê-lo ou não, mas minha primeira impressão foi bem negativa.
    Adorei esse projeto de vocês!

    ResponderExcluir
  2. Que post mais lindo. Estarei postando a minha resenha amanhã e esse conto, assim como os outros são profundos e reflexivos, uma escrita que só Clarice sabe fazer.

    ResponderExcluir
  3. Que legal, acabo de ver uma resenha deste conto e me surpreende o fato dele meio que dividir opiniões. Sou louca para ler Clarice, e ela está entre minhas prioridades :)
    (http://livrosdagabi.com)

    ResponderExcluir
  4. Gosto muito de ler Clarice, mas admito que não é sempre que estou no "clima" certo para lê-la. Acredito que porque muitos dos contos delas me trazem reflexões e muitas vezes me vejo no lugar das personagens. Concordo com o que você disse sobre os personagens femininos dela, vários deles tem essa ambiguidade mesmo. Esse conto parece ótimo, fiquei com vontade de lê-lo.

    ResponderExcluir
  5. Que projeto legal, deu até vontade de participar! e as fotos estão lindas!
    adorei tudo, já quero esse livro, pois a edição me encantou.
    beijos! :)

    ResponderExcluir
  6. Esse projeto é maravilhoso!Fico muito contente de poder estar acompanhando o andamento dele. Gostei bastante do fato de Flora conseguir adaptar-se a qualquer situação ou momento. O fato dela ser ainda um mistério a ser desventado, também. Clarice Lispetor é a melhor! Meus parabéns pelo post sensacional, Ana! E que venham muitos outros.

    ResponderExcluir
  7. Amiga!!
    Que post lindo e que arraso nas palavras.
    Sabe que quando li esse conto, não sei se pelo momento que estou passando, não consegui me prender a ler e assim achei fraca minha análise.
    Hoje, lendo aqui acabei percebendo o quanto é incrível e significante.
    Amei!

    bjs

    ResponderExcluir
  8. Estou adorando acompanhar esse projeto e o conto abordado de hoje, em especial, me chamou mais a atenção, pois me identifiquei com a personagem. Flora exterioriza uma imagem determinada mas no íntimo é insegura e frágil, podemos notar isso pela ansiedade na chegada de Cristiano. Mais um post que adorei!

    ResponderExcluir
  9. Olá, minha cara.
    Eu precisei voltar ao conto para relembrá-lo porque me escapou e ao ler-te, não conseguia encontrá-lo em mim. Mas, entendi o motivo. Não é um conto que me conquistou. Embora eu entenda a personagem, me incomoda um bocadito a postura da personagem, mas como você disse, Clarice gosta de contrapor a liberdade de suas personagens com essa necessidade de ter alguém.

    bacio

    ResponderExcluir
  10. Primeiramente, gostaria de dizer que amei as imagens que ilustram seu artigo! Parabéns!
    Eu tenho um certo problema com a autora, acho que até já comentei isso por aqui (tenho acompanhado seus posts sobre os livros da autora).
    O único livro que já abandonei na vida foi um livro dela. No entanto, ando pensando em dar uma segunda chance a autora...

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem? Que post mais lindo. Gostei muito da taça de vinho que deu um ar bem intimista à narrativa. Com relação a Clarice já disse o quanto gosto de suas obras. Poder acompanhar esse projeto é um presente para os fãs da autora. Acredito que grande parte das pessoas são pequenos universos a serem descobertos. É um trabalho que exige paciência. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  12. Fiquei interessado no livro, adoro essas leituras mais leves e nunca parei para ler muitas coisas da Clarice. Adorei o projeto de vocês. Beijos!


    🌗 Relatos de um Garoto de Outro Planeta

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Ainda não li essa coletânea da Clarice, mas já fiquei tentada a ler pelo seu post *-* Que recorte maravilhoso do conto! Quero ler tudo agora *---*
    Parabéns pelo post e pelo projeto de leitura.
    Beijinhos e boa semana
    Isabelle
    https://blogalgodotipo.wordpress.com/
    https://livrosgatoscafe.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  14. Ah, que lindo. Adorei conhecer sua opinião e esse conto já está na minha lista de desejados.
    Estou curiosa para saber como acaba e espero me apaixonar tanto quanto você.
    Ainda não li nada da Clarice, quem sabe comece por esse.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Louca por esse livro...Esperando aparecer algum desconto...Sou apaixonada por Clarice...
    Abraços

    ResponderExcluir