30/2019: TREZE

"O azar não existe. Nem a sorte. A vida é uma balança, e a estatística, os pesos. São eles que vão pender nossas vidas para um lado ou para o outro. Simples assim..."
Oi, oi, pessoal! 

Hoje a resenha é bonita, mística, com uma mensagem bela e que não nos faz querer desgrudar da história!

No início de junho me senti feliz e lisonjeada por ter sido convidada no Instagram pela escritora FML Pepper a ler um de seus materiais. Digo que fiquei muito feliz, pois já tinha como meta ter acesso aos seus escritos, visto que sempre leio ótimas críticas relacionadas ao seu trabalho.

Assim, hoje, convido-lhes a me acompanharem com a resenha do seu livro Treze, em que li em formato e-book, que recebi como cortesia da autora. Me acompanham?! ;)




Título Original: Treze

Autora: FML Pepper

Ano: 2017

Páginas: 406

Editora: Galera Record

Sinopse:

“TREZE, o romance repleto de ação e de reviravoltas onde por detrás dos mistérios de um número encontra-se o verdadeiro amor”.

Às vésperas de cometer o maior golpe de sua vida, a cética Rebeca vai a um parque de diversões decadente e se depara com uma enigmática cartomante que, contra a sua vontade, faz uma série de previsões bizarras sobre seu futuro. Para seu desespero, todas as nefastas previsões viriam a se concretizar e a arremessariam em um furacão de perdas e de derrotas. Quando sua vida chega ao fundo do poço, circunstâncias inesperadas lhe dão a chance de um recomeço e, querendo ou não, agora Rebeca não pode desprezar a última e mais perturbadora previsão da vidente: o número TREZE, ou melhor, o décimo terceiro namorado seria o homem que traria sua salvação. Longe dele, sua existência seria apenas caos e ruína. O que Rebeca jamais poderia imaginar, no entanto, é a que a cartomante camuflaria o predestinado atrás de charadas. Dois rapazes surgem em seu caminho e se encaixam perfeitamente nas pistas, mas apenas um deles será o grande amor da sua vida. É chegada a hora de decifrar o enigma do coração ou arriscar perder tudo para sempre.




As narrativas têm início dois anos antes do auge central, quando Rebeca e Suzy, num parque de diversões em Niterói, se atentam à tenda de Madame Nadeje, fazendo com que Suzy ficasse curiosa e atraída pela oportunidade.
Ao contrário de Suzy, Rebeca, até mesmo pela forma como cresceu, em dificuldades, era mais cética, e não acreditava em previsões de cartomantes. 
Mas Suzy, ao sair da sessão com Madame Nadeje, a deixa assustada por um choro intenso. Ela aconselha a amiga antes de despedirem-se, até que Rebeca vive uma situação completamente inusitada, em meio a um temporal, ao deparar-se com a cartomante.
Mesmo não acreditando em sorte ou azar, fica aturdida com as previsões gratuitas de Madame Nadeje.

  • Será que a vida dessa jovem mudaria a partir dali?
  • Como é que Madame Nadeje sabia tanto sobre Rebeca?
"Quero fazê-la enxergar que crença inabalável nas pessoas é inocência e só traz problema. Minha vida é a prova contundente de que as pessoas usam o poder que têm para conseguir o que querem, passando por cima de famílias, vidas, amores. Meus sonhos foram roubados quando eu ainda era criança".
A história se alterna conforma as narrativas de dois personagens centrais: Rebeca e Karl.

Ela, uma hacker, que tem sua história iniciada na trama em Niterói e ele, em São Paulo, um lutador de MMA em potencial, conhecido por todos como "A Fera".

Histórias de vida completamente avessas que, segundo a cartomante, se cruzariam.
"Como, em questão de segundos, sua vida muda da felicidade extrema para o absoluto pavor?"
Rebeca quase é presa _ deportada _ se vê sem família no Brasil, mas é acolhida por sua amiga.

Karl, em extrema ascensão, é um vencedor no jogo. Entretanto, no amor a vida não parecia lhe sorrir. Ele vence a luta dos seus sonhos, se torna um campeão, mas uma desilusão amorosa lhe é como um golpe certeiro e potente no estômago. Sofre um acidente e, quando sai do coma após quatro meses, precisa (re)aprender a viver, e mudar radicalmente seus hábitos, sua rotina.

  • Sorte no jogo _ azar no amor... será???
  • Seriam artimanhas do destino?


Na faculdade, em anonimato, ele conhece Rebeca, quando precisa salvá-la de dois cafajestes. Ali, um elo começa sutilmente a se formar...

Mas, com a revelação da cartomante de que seu grande amor seria seu 13º namorado, mesmo descrente, com tantos acertos de Madame Nadeje Rebeca começa a perceber que ela acertava.

  • Mas que ligação o número "treze" teria na vida de Rebeca? Estaria Karl relacionado a tais proezas que o destino parecia preparar para os dois?
"Fecho os olhos com força. Preciso encontrar as palavras certas. _ Já está na hora de lidar com alguns fantasmas do passado."
Mas é em Minas Gerais, no casarão da família de Karl, fingindo ser sua namorada a fim de pagar-lhe uma espécie de dívida, que um começa a olhar para o outro diferenciadamente. _ mesmo resistindo _ ou ao menos tentando, cada qual com seus motivos.

Entretanto, quando enfim ficam juntos e assumem ao outro o que sentem, vivenciam situações conflitantes que geram um ápice na trama.

Deveria Karl voltar a lutar para recuperar algumas perdas, assinando sua sentença de morte?


Escrita de uma autora brasileira que, de forma leve, me dava a impressão certas vezes de estar lendo algo de escritoras de fora. Não que eu esteja fazendo comparações ou querendo insinuar que escritores estrangeiros sejam melhores que os daqui. Pelo contrário, quero dizer da minha felicidade por reafirmar com alegria a mim mesma que não deixamos a desejar. E fazemos lindamente!
"A sensação me deixa arrepiada. Sinto-me parte de uma colmeia. Torno a observar a cena: os adultos rindo e ajudando como podem, as crianças, adolescentes e jovens brincando à vontade. Todos livres, felizes. A energia vibrante que pulsa no ar é indescritível, quase palpável. Reconheço-a imediatamente e um nó se forma em minha garganta. Experimento uma saudade terrível de algo que perdi ainda pequena: união, amor".

Vez ou outra nas narrativas, observava e me fascinava com as falas das personagens, a quem FML Pepper atribuía toques de poesia!


Sobre a autora

"Você já dormiu demais. Está na hora de começar a sonhar."
Ser apaixonada por leitura não ia de encontro à minha origem. Vinda de uma família humilde, eu não tive acesso a livros de ficção no decorrer de minha infância. Eles eram caros e meus pais esforçavam-se por comprar os estritamente necessários (e chatos!), tais como: matemática, física, química, etc.
Tive que deixar minha paixão pela leitura de lado e começar a trabalhar desde cedo. O tempo se esvaía, como água entre os dedos, e não me sobravam minutos para os sonhos. Nunca. Minha vida foi tomando outros rumos e acabei me formando em Odontologia (que, por sinal, aprendi a amar também).
Porém, a mesma vida que me fez mudar de direção, deu uma guinada em sua trajetória e me colocou face a face com meu antigo e fulminante amor: Os Livros de Ficção, mais especificamente, os livros infanto-juvenis. Wokaholic assumida, vi meu mundo ficar de cabeça para baixo quando meu médico me disse que estava grávida, mas que era uma gravidez de risco e que teria que ficar de repouso durante os nove meses, caso realmente quisesse segurar o bebê em meus braços.
De início, achei o máximo ficar algumas semanas sem fazer nada, só comendo besteiras e vendo todos os programas da televisão ( que nuca tive a oportunidade de assistir!). Mas, os dias foram passando e, com eles, a minha paciência. Após um mês deitada, comecei a ficar nervosa e estava a um passo da depressão quando meu marido (e nas horas vagas, meu super herói) entrou em ação. Vou me recordar até os últimos dias de minha vida quando ele chegou em casa carregando um presente envolto num lindo embrulho e disse com um sorriso travesso nos lábios:
"Você já dormiu demais. Está na hora de começar a sonhar."
Abri o pacote e lá estava o meu grande amor piscando para mim: um livro de ficção e não de odontologia. E era infanto –juvenil!
Bom, dali em diante, devorei quantidades absurdas deles. Não sei se vale a pena dizer, mas eu li quase 100 livros em menos de um ano. Loucura, não? Mas é a pura verdade.
O resto são detalhes.
E aqui estou eu...
"A compreensão me faz levitar. Somos dois sobreviventes. Duas pessoas que lutam como podem e descontam na vida as dores advindas dos golpes de um carma maldito. Cheios de defeitos, complicados e apaixonados? Somos muito mais que isso".
Bom, gente, é essa maravilha de livro em forma de resenha que tenho para vocês hoje! Espero que tenham gostado e que me digam: o que acharam? Já leram algum dos livros da autora? E quais as impressões de vocês sobre o livro Treze? Quero saber e interagir!
Caso ainda não tenham lido, vou deixar um link de compra aqui para vocês adquirirem, ok?

Beijos literários!


16 comentários

  1. Olá, Ana.

    Eu também havia sido selecionada para fazer parceria com a autora, mas tenho tantos livros de parceria para ler que não daria conta de mais um em formato digital.
    Contudo, eu tenho grande curiosidade a respeito de suas histórias. Treze me chama a atenção por ser totalmente diferente em relação a personagem principal, a profissão dela é um tanto diferente.
    Fico feliz que tenha gostado da leitura!

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é maravilhoso, uma das minhas melhores leituras de 2018, desejaria muito uma continuação para essa trama que me conquistou muito.

    ResponderExcluir
  3. Essa foi minha primeira experiência com a autora e sai muito satisfeita. Fiquei surpreendida e fisgada pela escrita. Tão leve e tão envolvente.
    Fora a mensagem linda que a história passa. Amei demais esse livro e sua resenha ficou divinamente perfeita, amiga. Parabéns! bjs

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Ah, eu tenho esse ebook no Kindle e minhas expectativas estão altas. Estou muito ansiosa para realizar a leitura, infelizmente não consegui um tempinho ainda.
    Vejo altos elogios em relação à obra e autora, então estou bastante empolgada.
    Gostei de conhecer sua opinião, beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi! Que interessante a história! Eu não acredito muito nessas coisas esotéricas como tarot, numerologia e afins, mas elas rendem ótimas histórias. E de vez em quando até peço para um amigo tarólogo jogar para mim por curiosidade.

    Obrigado pela dica <3

    ResponderExcluir
  6. Fiquei tentando entender o: "assinando sua sentença de morte?" Kkkkk . Dito isso é inegável que há muito tempo tenho vontade de fazer essa leitura. Seria para mim uma experiência nova mergulhar nesse mundo de hackers com algumas pegadas esotéricas.

    ResponderExcluir
  7. Não poderia também deixar de dizer que fiquei muito feliz em saber que a escrita da autora te conquistou.

    ResponderExcluir
  8. Adorei a sinopse, me lembrou um pouco um filme dos anos 90, Só Você, estrelado por Robert Downey Jr e Marisa Tomei, amo essa produção ❤ Gosto muito de tramas que envolvam esoterismo, destinos cruzados, acho uma delícia! Bom saber que o livro é de uma autora nacional, realmente não deixamos nada a desejar aos autores de fora.

    ResponderExcluir
  9. OMG! Que delícia esse convite para ler o material da autora FML Pepper e trabalhar nele para produzir conteúdo de divulgação e opinião lá no Instagram e aqui no blog. Eu lembro que eu também fiquei repleta de felicidade quando recebi esse mesmo convite no começo desse ano. Esse também, foi um dos motivos que me levaram a reativar a minha conta no SKOOB. Adorei ler as suas considerações sobre essa obra super bacana aqui. Gostei bastante de ler esse livro. Meus parabéns pelo capricho na postagem, como sempre. Perfeita!

    ResponderExcluir
  10. Estou super curiosa para ler esse livro, tenho acompanhado as excelentes indicações dele.
    Ainda não conheço a escrita da autora, mas quero conhecer o quanto antes.
    Sua resenha me deixou mais tentada a conhecer a história.

    ResponderExcluir
  11. Esse livro parece ser realmente incrível e você já começou a resenha com um super quote. Quero muito conhecer uma obra dessa autora, pois pelo o que leio ela escreve super bem. Bjusss e bom domingo.

    ResponderExcluir
  12. Oi Ana, tudo bem? Não conhecia o livro mas posso dizer que só pela resenha já me encantei. Adoro romances e um pouco de mistério e também gosto quando são feitas narrativas por mais de um ponto de vista com histórias que se entrelaçam. Beijoos

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem? A proposta desse livro é realmente incrível. Além dos personagens, das locações, dos motivos, o misticismo e também todas as perguntas que ficam no ar. A primeira é como a cigana conhecia ela tão bem? Interessante não? Sempre vejo muitos elogios sobre a autora mas ainda não tive oportunidade de ler nenhum de seus livros. Mas começaria por esse com certeza. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  14. Também li esse livro recentemente e gostei muito, já está entre as melhores leituras do ano!
    E o mais interessante é que iniciei a leitura com expectativas bem baixas, não imaginei que fosse gostar tanto. Me surpreendi positivamente!

    ResponderExcluir
  15. A citação logo no começo do post já atraiu minha atenção logo de cara. E eu geralmente não leio muito romance porque quase nunca a história me atrai, mas esse livro parece ter uns elementos muito interessantes. E mais legal é saber que é de uma autora nacional.

    ResponderExcluir
  16. Oieee, li o livro já tem um tempinho, tem uma coisinha só que me incomodou na leitura, mas no fim foi bastante interessante ver a Pepper escrevendo outro gênero!
    Beijos Joi
    estantediagonal.com.br

    ResponderExcluir