27/2019: MULHERES NA LUTA - 150 ANOS EM BUSCA DE LIBERDADE, IGUALDADE E SORORIDADE

"Mulheres de todos os países, unam-se!"
Oi, oi! É com esse convite super empoderado que eu os chamo, homens e mulheres, leitores do "Café" , a me acompanharem na resenha de hoje!

Em 2019 o Café com Leitura Blog foi presenteado com diversas parceiras muito bonitas. Dentre elas, o sonho de fazer parte do Time de Leitores 2019, do Grupo Companhia das Letras foi realizado.

No mês de março recebi meu primeiro envelope provindo dessa linda parceria! E a alegria ao abri-lo não poderia ser maior ao ver qual livro tinha recebido: Mulheres na Luta - 150 Anos em Busca de Liberdade, Igualdade e Sororidade!

Quem me conhece e acompanha meu trabalho sabe o quanto aprecio leituras de cunho histórico, principalmente com uma perspectiva feminista. E esse livro só veio para acrescentar, de uma maneira bem didática e bonita, na minha vida leitora.  


Título Original: Mulheres na Luta - 150 anos em Busca de Liberdade, Igualdade e Sororidade

Autores: Marta Breen e Jenny Jordhal

Ano: 2019

Páginas: 128

Editora: Seguinte

Sinopse

Há 150 anos, a vida das mulheres era muito diferente: elas não podiam tomar decisões sobre seu corpo, votar ou ganhar o próprio dinheiro. Quando nasciam, os pais estavam no comando; depois, os maridos. O cenário só começou a mudar quando elas passaram a se organizar e a lutar por liberdade e igualdade.
Neste livro, Marta Breen e Jenny Jordahl destacam batalhas históricas das mulheres — pelo direito à educação, pela participação na política, pelo uso de contraceptivos, por igualdade no mercado de trabalho, entre várias outras —, relacionando-as a diversos movimentos sociais. O resultado é um rico panorama da luta feminista, que mostra o avanço que já foi feito — e tudo o que ainda precisamos conquistar.


  • Vocês sabiam que no século XIX mulheres, crianças e escravos não tinham o direito garantido por lei a exercerem seus direitos civis?
  • Sabiam que as mulheres deviam obediência aos maridos, que inclusive lhes eram escolhidos previamente por seus pais?
  • Sabiam ainda que a Primeira Convenção do Movimento Feminista foi criado em 1848 por duas mulheres que conseguiram formar um grupo de outras mais que lhes acompanharam na luta contra o abolicionismo, tendo sido impedidas de falarem num congresso?


De lá para cá, movimentos voltados ao feminismo foram surgindo e uma batalha histórica tem sido travada em prol, por exemplo, de direitos iguais. Mas não é só sobre esse ideal que o livro trata.

A começar, Mulheres na Luta - 150 Anos em Busca de Liberdade, Igualdade e Sororidade, direciona o leitor por ideais como o abolicionista, e nos traz fatos interessantes, como a escrita do romance "A cabana do Pai Thomás", escrito por uma mulher, e que gerou a insatisfação de muitos, já que abordava a escravidão sob o ponto de vista dos escravizados. Tal escrita trouxe aos negros, após uma sangrenta guerra civil, o direito ao voto.

Mas e quanto aquelas que geravam toda essa dinâmica? 
É, parece que a luta continuaria...


E permanece até hoje!
Mesmo com tanto enfrentamento, o lugar da mulher, por muito tempo, ainda seria o lar, como mãe e esposa.

Diversas são as questões levantadas no livro por Marta Breen e Jenny Jordahl, como o direito ao voto, que foi acontecendo em cada país no seu momento certo, conforme suas tradições, a criação do Dia Internacional da Mulher, a luta pelo próprio corpo e a invenção dos métodos contraceptivos, a liberdade no amor e o direito à educação.


Um HQ muito bem delineado em 128 páginas, com uma linguagem acessível e uma narrativa, ao mesmo tempo imparcial e instrutiva, nos convidando ludicamente a muitas reflexões acerca do universo feminino, e toda uma trajetória de conflitos, embates, e proposições que vão de mulheres do século XIX, a frente de seu tempo e de seus costumes, a Malala, ganhadora do Prêmio do Nobel da Paz.
"Quando os homens matam, nós, mulheres, precisamos lutar para proteger a vida. Quando os homens se calam, é nosso dever erguer a voz". (Clara Zetkin)
Um livro muito convidativo, super bem ilustrado, com uma diagramação perfeita e acessível a leitores de todas as idades, nos convidando a conhecer belíssimas histórias de mulheres guerreiras, algumas tendo seus nomes apagados, infelizmente, mas que inferem a muitas análises sobre a importância da mulher nas sociedades.
"Eu conto a minha história não porque ela seja única, mas principalmente porque não é. É a história de muitas meninas". (Malala Yousafzai - 1997)


Um Graphic Novel lindíssimo, além de educativo. O que mais podemos querer?
Eu só tenho que agradecer ao Grupo Companhia das Letras, junto da Editora Seguinte, por esse presentão que eu ganhei!

Me contem aqui: vocês já conheciam o livro? Gostam de leituras com uma abordagem histórica e feminista? E o que acharam dessa história nos ser apresentada em formato HQ? Eu adorei e super indico! ;)

Querem adquirir o livro? Vou lhes dar uma ajudadinha com link que vai facilitar a vida de vocês e me ajudar a divulgar as redes sociais do "Café"!

Beijos literários!


14 comentários

  1. Olá amiga!
    Para além de seres uma querida, tens ótimas escolhas literárias!
    Só uma pergunta, sabes como posso mandar vir esse livro só que para Portugal?
    Realmente, nos dias de hoje, acho que ainda temos muito por que lutar.

    Beijinhos
    www.nadiaamatos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Amei!! Não poderia ter recebido um título melhor! A luta continua! Beijos

    ResponderExcluir
  3. Amiga, achei esse livro maravilhoso e uma leitura muito inspiradora. Sem falar na sua resenha que ficou perfeita.
    Agora vendo as ilustrações, está lindo por dentro também. Estou encantada com essa edição.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Então, já li algumas indicações sobre esse livro, parece ser bem interessante.
    É uma temática, que atualmente nesse contexto não me atrai, pois, na faculdade eu as li muito, mas com apenas um determinado tipo de visão, não podendo discutir outras questões, então meio que fique desgastada. Quem sabe futuramente ...
    Amei a apresentação que fez do livro, ficou muito boa. Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  5. Que indicação maravilhosa!
    Parece ser uma excelente leitura, fiquei curiosa para ler as informações que esse livro contém sobre esse assunto. Alguns dos pontos que você citou eu já conhecia, mas outros não e imagino que o livro tenha ainda mais acontecimentos e fatos que não conheço.
    A luta continua e é preciso nos armar de informações e conhecimento para prosseguir!
    Bela dica, quero ler com certeza.

    ResponderExcluir
  6. Realmente não tem nada melhor do que uma boa parceria. Esse livro tem tudo para ser muito indicado para nós mulheres. Ainda não conhecia essa indicação por isso amei tanto a sua resenha.

    ResponderExcluir
  7. Parcerias sempre nos trazem experiências incríveis né!
    Com certeza um livro para todo mundo colocar na estante, queria comentar um fato de que no primeiro filme de Mary Poppins a mãe é uma 'sufragista' e até cantam uma música sobre isso o que é incrível.
    Gostei muito da sua resenha e da indicação ao livro, parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Já tinha ouvido falar do livro, e achei incrível a premissa, além de muito necessária nos dias de hoje. Linda resenha, super caprichada. E parabéns pela parceria! Imagino o quanto vc ficou feliz <3
    Bjs, Gabi
    (http://livrosdagabi.com)

    ResponderExcluir
  9. Ah, esse livro parece maravilhoso! Já há algum tenho buscado leituras nessa temática, para aprender mais sobre o feminismo, principalmente o viés histórico. Já anotei aqui para procurar porque a dica é muito boa!

    ResponderExcluir
  10. Olha que bacana, ainda não tinha visto livros com a temática feminista em formato de HQ, achei inovador, é uma forma de tornar a leitura ainda mais atraente. As ilustrações estão bem interessantes. É sempre importante ter uma visão mais profunda sobre o movimento feminista. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  11. Livro maravilhoso! Adorei ler a respeito desse livro e conhecer muito mais dessa obra incrível que apresentou aqui pra gente. Achei uma maravilha ser um HQ muito bem delineado em 128 páginas, com uma linguagem acessível e que traz uma narrativa rica e instrutiva ao mesmo tempo. Sem palavras. Sensacional! Adorei tudo. E Já entrou para minha lista de desejos, com toda certeza.

    ResponderExcluir
  12. Estou com vontade de ler essa HQ, desde seu lançamento, pois deve ser uma história incrível é o design que ela possui é demais tbm.

    ResponderExcluir
  13. Olá minha cara.
    Não conhecia o livro, mas achei maravilhosa a proposta, afinal, é preciso mostrar para muitas pessoas que os movimentos feministas não são uma bobagem (como muitos dizem por aí). Foram e são essenciais para nós mulheres. Eu vivo em um tempo de maior liberdade, muitas conquistas realizadas e com o estudos e trabalho a disposição, mas ainda há mais o que conquistar e muitas lutas a travar por todas nós. Aqui no Brasil e em muitos lugares do mundo. O movimento feminista por emancipação da mulher em países como a África e outros orientais ainda é muito necessário e mesmo no Brasil, onde mulheres são vítimas de seus parceiros e que, por vezes, nós mulheres julgamos e condenamos umas as outras. A sociedade ainda não entendeu o lugar da mulher e do homem. Mas, espero que os dias seguintes a esse sejam ainda melhores. Por isso um livro que ressalte toda essa luta por espaço é essencial.
    Parabéns pela parceria e pelo post.

    bacio

    ResponderExcluir