20/2019: A ROSA SELVAGEM

"A luz do lampião estremeceu com o vento que passou pelo telhado de palha e ela pôde ver o rosto do dono daquele riso que fez todo seu corpo arrepiar".
Olá! Como vão, queridos? Prontos para começarmos a semana com uma super resenha?
Esse livro que apresentarei à vocês hoje me foi cedido através da querida parceria com a editora Ler Editorial, que aliás só tenho que agradecer, pois foi uma leitura que me deixou encantada!


Título Original: A Rosa Selvagem - Família Davon - Volume 2 da Série

Autora: Simone O.Marques

Ano: 2019

Páginas: 252

Editora: Ler Editorial
Sinopse:

William, o barão Davon, é um soldado destemido e homem de confiança do rei, mas carrega a terrível fama de ser violento com as mulheres. Sem se importar com os comentários a seu respeito, acredita estar protegido contra as investidas das damas da corte, mas o rei está determinado a lhe arranjar uma esposa. Entretanto, seu coração será atingido por um inesperado e selvagem encontro.
Rose O'Kelly viu sua tribo ser dizimada pelo rival de seu pai e foi obrigada a fugir da Irlanda. Sozinha e sem saber falar a língua dos ingleses, ela vai parar nas terras do mal falado barão Davon. Acolhida pela família da pequena Madeleine, após ser atacada por um homem misterioso, Rose vê seu destino se ligar de forma irremediável ao de William Davon.



O Barão William Davon tinha 32 anos e era um excelente guerreiro nos campos de batalha, além de possuir a confiança do rei.  Por ser um bom administrador, suas terras eram fartas, e as mais bonitas daquela região. Entretanto, essa mesma sorte não tinha no amor. Aquela que amara e estava prometida pelo rei apaixonara-se por seu irmão Robert. Por longo tempo, viu-se triste e, em sua infelicidade, deixou que uma fama ruim sobre sua reputação enquanto homem fosse alastrada como uma praga pelas redondezas.

Mesmo com essa fama, que com o tempo foi caindo por terra, algo notável em seu caráter era que não admitia que tratassem mal aos seus criados, além do carinho que tinha por crianças.

Novas pretendentes eram-lhe sugeridas, mas foi em uma noite escura, em que havia bebido em demasio que, num estábulo, encontraria aquela que o faria enxergar o sol novamente. Seu nome era Rose, uma bela forasteira, recém-chegada à sua região.

Rose era uma princesa que viera da Irlanda após ter perdido tudo. Sua tribo havia sido devastada. A jovem, que vira seus pais serem mortos, ficou sozinha no mundo, levando-a a vagar por diversos lugares, passando por muitas atribulações, até chegar à Inglaterra.



Uma encontro inesperado, que teria sido inesquecível, não fosse pela maneira como se cruzaram.
"Ele ouviu o ar sair do peito da vítima num sopro e sentiu o hálito que tinha perfume de menta. O capuz caiu para trás, revelando cabelos escuros e uma face da cor do leite, lábios carnudos e pálidos, e os olhos da cor dos lírios-roxos que sua mãe certa vez plantara no jardim".

Ao mesmo tempo que ficou abalada pela presença daquele belo homem, sentiu-se também ameaçada. E fugiu, deixando-o num misto de confusão e curiosidade por saber enfim, quem era essa misteriosa mulher.

Rose, com um jeito diferente das demais moças que havia encontrado em seu caminho, o encantava com seu sotaque gaélico e os olhos em tom violeta, como ele jamais vira antes.

Ao esconder-se em um armazém, fora encontrada pelos irmãos Marie e Tommy, que logo chamaram por Emma, sua jovem mãe, que a acolheram.
Sobre o encontro imprevisível com o barão, o destino daria brevemente um jeito de resolver.


Por um acordo com o rei, William deveria casar-se com Margareth. Entretanto, seus pensamentos e seu coração agora pertenciam a uma outra pessoa...

...uma Rosa Selvagem, que o seduziu e também fora envolvida de tal forma que não haveria maneiras de fazer com que o barão Davon chegasse ao matrimônio, mas...

* Por que tamanho interesse de algumas partes por efetivar esse matrimônio?
* E  por que certo desespero e pressa de Margareth e sua mãe, Lady Gisela, por esse enlace?
* Estariam elas escondendo algum segredo?


Nesta ânsia por casar-se apressadamente com William, as ladies prepararam-lhe uma armadilha, que colocou novamente em cheque o seu caráter, levantando suposições negativas sobre seu caráter, o que não afetou os sentimentos de Rose por ele.

Na necessidade de justificar-se ao rei e poupar sua amada, Rose viajou com Robert, irmão de William. 


Descobriu segredos sérios, que a deixou com várias perguntas na cabeça, e o medo do grande risco que seu barão poderia estar por correr.

Algumas foram as barreiras que os dois tiveram de ultrapassar na tentativa de impedimento do enlace do jovem barão com seu amor de olhos cor de violeta. 
"A mãe de Rose sempre dizia que quando a pessoa certa aparece é como um raio que encontra uma árvore. Haveria tantos outros lugares para que ele caísse, mas ele escolhe aquela árvore, e seu encontro é tão forte que o fogo nasce feroz. Pode consumir a árvore, mas, por um momento infinito, raio e árvore são apenas um".
Um lindo romance medieval, que me propiciou uma leitura fluida, leve, com uma belíssima construção de personagens, cenários, e tantas características bem delineadas por Simone O. Marques, que só posso dizer da gratidão pelo recebimento desse belo livro que a mim foi ofertado em formato digital pela Ler Editorial.

A autora, com o bom uso do vocabulário, nos insere delicadamente a cada detalhe da obra.

Sobre a autora:


Formada em Pedagogia e Mestre em Educação, escreve desde 2007, deixou de lecionar para se dedicar à escrita de ficção e fantasia. Tem vários livros e contos publicados.



Bom, eu li o volume dois, mas digo que pre-ci-so ler o primeiro volume da série Família Davon, gente! É o livro A Noiva do Barão, também, claro, de Simone O. Marquesque com certeza nos situa ainda mais dentro dessa linda obra que trouxe hoje para vocês e que espero que tenham gostado!

Me contem aqui: o que acharam da proposta que trouxe hoje? Já conheciam algum trabalho da autora? Pois sei que ela tem muito mais a nos oferecer! Se sim, qual livro dela já leu? Gostaram? E sobre a série "Família Davon"? O que acharam? Já conheciam?

Bora interagir!

Beijos literários!

14 comentários

  1. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
    Isso de ter Reis e Rainhas e Barões tira-me o interesse todo! Então em e-book. era para esquecer.
    Detesto ebooks. A Chiado Editora passou a patrocinar as Bloggers com ebook, saltei fora.
    O livro físico é melhor. Dá para cheirar, sublinhar. Se tem ali uma frase boa e eu não consigo sublinhar, dá cabo de mim!
    Gostos são gostos e ainda bem que gostaste! <3
    Beijokitaz




    www.devaneiosdemissl.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Jura que não gosta?? Eu adoro! Gosto muito de romances!E também prefiro os livros físicos, mas também gosto de estar aberta a novas possibilidades literárias. Penso que no mundo de hoje, com toda a tecnologia em alta, os e-books também vêm com o intuito de praticidade. Também "batia cabeça" no inicinho das minhas leituras no kindle, mas tudo é hábito, ajustes e adaptação.
      Beijos!

      Excluir
  2. A editora Ler Editorial esta com uns lançamentos muito bons. Esse para mim é uma surpresa muito boa, já que o livro se trata de um romance medieval, uma belíssima paixão que tenho. Gostei de saber sobre a construção dos personagens, cenários. Espero em breve conhecer a escrita de Simone O. Marques.

    ResponderExcluir
  3. Linda, é uma questão de género.
    Sou idosa para ebook. Dá para cheira? Não dá, não quero.
    Vou ver outro artigo para comentar, pois eu vi este link noutro post :)
    Beijokitaz

    ResponderExcluir
  4. Olááááá
    Adorei a resenha do livro e a tua forma de escrever, porém e-books não são para mim!
    Juro que tento, mas não dá. Eu prefiro o livro em mãos, para poder apreciar e sentir o cheiro das páginas.
    Já agora adorei o teu blog, adorei tudo, só me deu vontade de ver mais e mais, obrigada!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Olá, gostei da sinopse fiquei curiosa, mas confesso que não sou nada fã de e-books :)
    Não há nada como o cheirinho de um livro novo
    Beijinhos

    A Bella e o mundo

    ResponderExcluir
  6. Que resenha fofa! Amei! Obrigada pelo carinho com meu livro.
    E pode avisar as leitoras que comentaram, que o livro também existe em versão física e está à venda nas livrarias. =) ;)
    Beijão.

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Logo que vi o título me recordei de um livro lido na adolescência chamado Orgulho Selvagem. Não conhecia a autora, é sempre legal descobrir autoras nacionais.

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia mas gostei muito da sinopse já vou providenciar o meu

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia! Mas já passei para uma amiga, ela é a louca dos romances e vai amar ! hahahah

    ResponderExcluir
  10. oi!
    A Simone escreve super bem :D adoro essa temática romântica no estilo medieval.Os personagens também são bem coerentes ;)

    ResponderExcluir
  11. Nossa que história maravilhosa, eu realmente não conhecia a obra e autora. Sua resenha está impecável e me deixou muito curiosa em conhecer melhor a obra. Amei toda a apresentação feita do livro, fotos, texto e citações. Amei mesmo.

    ResponderExcluir
  12. Gostei bastante, tem muitos elementos que me conquistam em uma história. Vou procurar para ler!
    Obrigada pela dica, beijos

    ResponderExcluir