15/2019: #12MesesComClarice2019 - CONTO: O DELÍRIO

"Da Terra rasgada e negra, surgem, um a um, leves como o sopro de uma criança adormecida, pequenos seres de luz pura, mal pousando no solo os pés transparentes... Cores lilases flutuam no espaço como borboletas".
Olá, pessoal, como estão? Dia especial esse em que venho postar para vocês as minhas impressões sobre o conto "O Delírio", o terceiro desse lindo projeto em que o Café com Leitura Blog tem tido a honra de participar junto da Fernanda, do Blog Conduta Literária, da Amanda do Blog Sobre a Leitura e do Gustavo, do Blog Leitura Enigmática no Projeto #12MesesComClarice2019.
"Encolhe-se profundamente, como se lá fora chovesse, chovesse, e aqui uns braços silenciosos e mornos atraíssem-no e o transformassem num menino pequeno, pequeno e morto. Morto. Ah, é o delírio... É o delírio. Uma luz muito doce se espalha sobre a Terra como um perfume".


Ao ler esse texto de Clarice Lispector, remeti-me às minhas leituras iniciais, lá no início do ano, quando fui apresentada ao contexto da obra Todos os Contos, publicado pela Editora Rocco, em que Benjamin Moser diz da linguagem glamourosa e ao mesmo tempo mágica da escritora. 

De fato, em "O Delírio", uma linguagem um tanto enigmática envolve a trama a tal ponto que questões ficam soltas no ar.

Peguei-me pensando sobre o jovem escritor, que delira, cansado, mas que passa a noite em claro, desgastando-se, escrevendo continuamente, sem aparente compreensão do que com ele estaria ocorrendo.

Uma jovem lhe aborda, mexe com todo o seu contexto vivencial naquele instante, mas não sei ao certo se o suficiente para lhe trazer de volta de suas aparentes alucinações.
"Há tanto tempo não se enxerga, nada se concede...É jovem, afinal, é jovem... Sorri, de pura alegria, quase infantil. Qualquer coisa suave brota do peito em ondas concêntricas e espalha-se por todo o corpo como vagas musicais. E o bom cansaço... Sorri para a moça, olha-a reconhecido, deseja-a levemente. Por que não? Uma aventura, sim..."
Após a leitura desse conto, ainda em citação a Benjamim Moser na apresentação da obra publicada pela Editora Rocco, também coloco-me na condição, como ele diz, de ver Clarice como uma das maiores experiências emocionais de minha vida. Afinal, me deixou inquieta, pensativa sobre o que ele retrata quando diz de um amigo que advertiu a uma de suas leitoras décadas atrás:
"Cuidado com Clarice (...) Isso não é literatura. É bruxaria".

Um conto rápido de ser lido, mas que nos provoca inquietude ao percebermos os devaneios de tal escritor por Clarice delineado em sua narrativa.
Ainda assim, a poesia se faz em suas palavras, em seus delirantes, e quem sabe propositais traços poéticos.

Em 2019 (e tenho fé que pelos próximos anos!) pretendo dar continuidade, com muito amor e carinho ao Projeto #12MesesComClarice2019. E que essa tag possa ser alterada de 2019 para cada ano conseguinte!



"Ele para, de súbito pensativo. E principalmente se ela soubesse que esforço lhe custava escrever... Quando começava, todas as suas fibras eriçavam-se, irritadas e magníficas. E enquanto não cobria o papel com suas letras nervosas, enquanto não sentia  que elas eram seu prolongamento, não cessava, esgotando-se até o fim..."
Escrita magnífica, não concordam? A cada conto que trago para vocês, mais me apaixono pelo estilo de Clarice, essa mulher a frente de seu tempo!

Me digam aqui:

Vocês já leram Clarice? 
E o livro Todos os ContosHá algum em especial da escritora que mais lhes chamou a atenção? Qual?

Espero com este projeto poder interagir bastante com vocês! E aguardo vossas respostas!
A qualquer momento tem mais da #12MesesComClarice2019!
Acompanhem os blogs participantes nas redes sociais!

Beijos literários!

18 comentários

  1. Que linda resenha parceira, morro de vergonha de dizer que estou hiper atrasado com o projeto, mas até o final desse mês, juro que postarei tudo. Adorei as fotos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah,obrigada! E que nada! Você é um parceirão! Um apoio certo a nós no projeto! Grata pelo carinho!

      Excluir
  2. Oi Ana Cláudia!
    Ah eu adoro esse projeto da Clarice, faz tempo que não leio nada dela, mas vontade ainda tenho! Fiquei tocada com sua descrição desse conto, adoro quando a leitura reflete sentimentos na gente! <3
    E essa edição da Rocco está simplesmente incrível, estou realmente apaixonada aqui! Tá na lista de desejos! <3
    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii! Feliz por saber do resultado do meu trabalho junto de meu amor pelas escritas de Clarice! E sobre a edição, com certeza lindíssima! Não vejo a hora de ler as Crônicas!
      Bjss

      Excluir
  3. Amei a Resenha e que saudade eu matei agora lendo seu post. Amo Clarice mas tem tanto tempo que não leio nada dela que sinto até vergonha de confessar isso hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii! Obrigada! Nos acompanhe que todos mês tem Clarice aqui e nos blogs parceiros! Volte sempre! Bjss

      Excluir
  4. Oláá, Ana Cláudia!
    Resenha bonita... Aparentemente ela usa bastante de sinestesia, pra atingir esse ponto que deixa o coração eriçado, haha.
    Confesso que não conheço muito da obra de Clarisse, praticamente nada; o que é uma vergonha, em eu sendo de Letras, mas... Dei uma lida superficial e rápida no livro "A hora da estrela" pra ver se chamava minha atenção e confesso que não chamou muito. De qualquer forma, parabéns pelo projeto! Que venham mais postagens como essa.

    https://www.rapeizedinamica.biz Um blog de entretenimentos digitais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem? Que bom que gostou! Obrigada pelo carinho! A Hora da Estrela pretendo ler lá por dezembro (eu tenho fé! rsrsr). Todos Os Contos eu pretendo lastrar pela vida afora! Adoro!
      Grata pela visita! volte sempre!

      Excluir
  5. Ana, que incrível esse projeto! <3 A Clarice é realmente uma mulher a frente do seu tempo, como você diz no texto. Estou encantada com o seu blog e fiquei muito feliz ao saber que somos colegas de profissão. *-*
    Desejo muita luz e sucesso a você.
    Beijos! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Que carinho! Amei seu recadinho! E pode estar certa que é recíproco! Espero te ver mais vezes por aqui! Bjs

      Excluir
  6. Adoro a Clarice, mas confesso que desde que perdi alguns livros na minha ultima mudança, não li mais nada dela. Resenha perfeita, adorei esse projeto de 12 meses com Clarice <3
    Beijos Kiss,
    Blog Oh My Kiss | ohmykiss.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, como vai? Feliz que esteja por aqui e refletindo sobre as leituras de Clarice! Sobre o projeto, sempre terá uma resenha por aqui a cada mês, te convido a me acompanhar! Bjsss

      Excluir
  7. Ah Clarice, eu amo sempre que posso leio.
    Adorei sua resenha ficou super completa, esse projeto é muito bacana amei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii, Clarice é maravilhosa! Grata pela visita e pela bela contribuição! Se achegue ais vezes! Bjsss

      Excluir
  8. Oi, amiga!!

    Esse projeto é lindo demais e eu estou adorando ter vocês nessa jornada.
    Eu fiquei encantada com sua resenha neste conto, foi perfeita. Esse foi um conto que senti certa confusão para entender e quando vi sua análise, esclareceu tantas coisas para mim.
    Parabéns!! Te admiro demais.

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga! A sensação de confusão, provocativa, creio que todos nós sentimos! rsrsr! Mas adorei, de verdade! e não vejo a hora de escrever a resenha do próximo, que já li e adorei! Bjs

      Excluir
  9. Ja adorei o nome do blog, a junção de duas coisas que amo!!!
    Sobre Clarice acho que não existe meio termo, ou você ama ou odeia e eu amo suas obras, ela tem o dom de prender minha total atenção.
    E sobre sua resenha, simplesmente amei, leitura muito suave de se fazer. Parabéns :)

    ResponderExcluir
  10. Olá, Helô! Que bom que temos muitas afinidades: café, leituras, Clarice... Isso é ótimo! Obrigada pelo carinho! Quero te ver mais vezes por aqui, ok?
    Bjs

    ResponderExcluir