Menu

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

RESENHA 23: LINRA - 18 ALMAS

 Oi, gente!
Dando segmento ao post anterior, a resenha de O Conto da Dama de Fogo , hoje é dia de apresentar para vocês minhas impressões sobre Linra - 18 Almas , livro adotado pelo Café com Leitura Blog na Semana Adote um Autor Nacional em outubro. 

O Semana Adote um Autor Nacional é um projeto que o "Café" já participa desde o início desse ano, e tem post aqui no blog sobre ele! 
Vamos à resenha então!






Título Original: Linra - 18 Almas

Autor: Cássio A. Fernandes

Ano: 2018

Páginas: 308

Editora: Pendragon








Sinopse:

No mundo de Linra se inicia uma grande guerra entre os planos espirituais: o Reino Celeste e o Reino Infernal. Ela se alastra rapidamente, envolvendo o mundo físico conhecido como Plano Linriano. Para tentar combater os Deuses e criaturas aterrorizantes em busca de paz, 18 bravos sobreviventes e guerreiros precisam se unir.
Com personalidades fortes e únicas, eles lutarão bravamente ou se unirão ao lado obscuro?


Linra é palco de confrontos, em um ano de muitos conflitos.
Para tentar dar cabo de tal situação, vários combatentes e magos foram convocados a reunirem-se em Elfetera, uma das principais cidades _ grande capital de Linra. Remanescentes  de diversas localidades foram solicitados a lutarem, e encerrarem esse período de caos vivido por tantos, que viram seus entes e amigos sofrerem, e se perderem...




Assim, dezoito bravos guerreiros vivenciam diversas situações, perpassado por armadilhas, sendo separados dos seus e, muitas vezes, quase vencidos pela obscuridade e pelas surpresas negativas do Inferno, ou onde quer que de fato estivessem.


  • Quem seriam esses nobres guerreiros escolhidos para se unirem e, quem sabe, viverem, verem, encontrarem e resgatarem o "amanhã"?


A caminhada desses heróis, sobreviventes de Linra, a cada novo obstáculo, é sombria, levando-os até o que julgavam ser o limite do Inferno.


  • Qual seria o caminho ideal a percorrerem, se a cada entrave vencido, novos surgiam? 


A todos uma meta era comum: dirigirem-se ao Inferno pois, para eles, lá conseguiriam reencontrar seus aliados que perderam-se na confusão instalada.


  • Haveria  então uma espécie de fronteira  entre os reinos celestiais e infernais?

Nos confrontos, a todo que almejavam  vencer, a certeza de que ainda não haviam concluído sua missão. 
Dúvidas eram sempre lançadas em busca de respostas.





Uma narrativa com estilo épico parece ser característica da forma como o autor Cássio A. Fernandes organiza sua escrita. Ao leitor é perceptível a preocupação por situar-lhe no que se refere à cronologia dos fatos decorrentes  na trama.

De uma leitura fácil, principalmente àqueles que interessam-se por fantasia na Literatura, nota-se que a maioria dos capítulos são curtos, entretanto, com intensidade e ação a cada ato. Torna-se nítido o crescimento do autor de O Conto da Dama de Fogo a  Linra - 18 Almas .

Logo nos primeiros capítulos, o ledor tem a possibilidade de nortear-se ao rumo da história e, a cada parte lida, a impressão que tive enquanto leitora foi de que os valentes heróis de Linra viviam novas trajetórias como fases diferenciadas, ou uma espécie de jogo.

Das leituras que tive a possibilidade de apreciar ao longo do ano, posso afirmar, sem sombra de dúvidas, que Linra - 18 Almas é a que possui a mais bela edição, com uma arte lindíssima, nos acolhendo e acentuando o interesse pela apreciação da obra, o que é mais um ponto positivo.

Além de Linra - 18 Almas , o autor Cássio A. Fernandes
possui em sua lista de obras O Conto da Dama de Fogo e  

E então, curiosos para conhecerem mais de Cássio e seu legado literário? Sigam as redes sociais do autor!



Espero que tenham gostado! assim que ler a nova leitura do autor, prometo postar aqui para vocês! mas se você já leu alguma das três obras, deixe aqui suas opiniões! Vou adorar conhecer! 

Beijos literários e até a próxima!


Sobre o autor:



Nascido e criado em Nova Friburgo _ RJ, tem 28 anos e é apaixonado por fantasia desde pequeno. Na infância era um mero hobby, hoje faz parte de seu coração. Sempre amou animes, mangás e jogos, em especial os com enredo fantástico. E depois de adulto começou a jogar RPG de mesa, o que atiçou ainda mais sua imaginação, levando-o a criar infinidades de personagens e mundos. Linra é seu  mundo favorito, e também o que solidificou sua escrita e enredo. Mundo que o convidou a embarcar na vida de autor, e que agora convida muitos outros a conhecerem a fantasia nacional. É uma pessoa que ama conversar, portanto sinta-se convidado a adicioná-lo à sua lista de amigos para não somente falar sobre seus livros, mas sobre muitas outras histórias de diversas mídias.