Menu

domingo, 14 de outubro de 2018

RESENHA 21: PONTO SEM RETORNO

Olá, pessoal! Como vão?

O mês de setembro foi muito produtivo ao Café com Leitura Blog, então dei uma breve pausa por aqui, mas já estou de volta! Bora então para mais uma resenha??





Título Original: Ponto Sem Retorno

Autora: Gabriela Simões


Ano: 2017

Páginas: 308


Editora: Edições Viera da Silva









Sinopse:


Giselle Levy é uma meia-bruxa que vive isolada do mundo com o seu avô, escondida do olhar do rei. Cuidadosa e astuta, contudo, ainda assim, numa tentativa de sobreviver, foi apanhada e chantageada por um dos príncipes de Kendrad, Cristian, que promete não a entregar, se esta for trabalhar para o palácio. Num dilema, ela coloca em perigo a sua identidade e passa a trabalhar no palácio, onde terá de lidar com as constantes tentativas de sedução do príncipe Cristian, os misteriosos olhares de príncipe Eli, os encontros escondidos com o seu melhor e único amigo Rylan, e um rei desumano com segredos obscuros. Giselle vive numa constante incerteza e angústia de ser descoberta, amargurada pelo fato de não poder ser livre, encontra uma misteriosa sala, com um poderoso encantamento que poderá mudar tudo. Assertiva, inteligente e defensiva, irá deparar-se com uma escolha que mudará a sua vida e ideia de si própria, para sempre.  

   



A história está envolta a reinos, realeza, príncipes, palácios, nobreza e hierarquia.

Toda a trama começa quando Christian, belo, charmoso e sedutor, Príncipe de Kendrad vai junto de seu irmão mais novo, o príncipe Eli, à Parada dos Príncipes, evento que ocorre anualmente na localidade. Lá, nota uma pequena confusão envolvendo a jovem  Giselle Levyuma meio-bruxa, que lhe chama atenção e acaba sendo conduzida com seu avô e seu cavalo Nessie para o palácio, a ser a  nova tratadora de cavalos. Mesmo contra as vontades de seu avô, decide ceder às chantagens de Cristian, como forma de cuidá-lo e retribuir todo seu carinho e gratidão por tê-la criado desde muito cedo. Giselle vivera sempre cautelosa e escondida, pois o medo de ir para a fogueira era uma constante em sua vida cheia de mistérios, já que Kendrad é um reino que tem como característica a desigualdade.





Sua fuga da população de Kendrad se fez porque o povo local crê que um ser mágico seja incapaz de amar ou sentir sensações humanas, o que ela observa ser muito bem retratado nas paredes do palácio, onde há telas de bruxas, minotauros, sereias e tantos outros seres sobrenaturais condenados por aqueles habitantes.

Por entre cada canto do palácio, o leitor observará os encantamentos e galanteios frequentes dos dois príncipes à jovem meio-bruxa, além da sua singela relação com o amigo Rylan, que sempre que havia possibilidade, a visitava pelos espaços da corte.


  • Qual seria o destino da relação entre Giselle Levy, o príncipe Eli e se irmão Christian? 


  • Estaríamos a vivenciar um triângulo amoroso? 

  • Ou será que teríamos o jovem Rylan no páreo para a conquista do coração da bela moça?


Conforme a visão da protagonista, aos seus olhos, Eli seria aquele que de fato teria as características necessárias a um príncipe: integridade e honestidade.  Para ela, seria o mais correto em atitudes. 

Já Cristian, o próximo à sucessão do trono, não mostrava agradar-se das atribuições de sua função, preferindo a liberdade, o que parecia atrair a moça, até mesmo fato de ele não concordar com as regras que deveria seguir. Cristian demonstra-lhe jogar, seduzindo-a o tempo inteiro, confundindo-lhe os sentimentos, e fazendo com que até mesmo lute contra o que aparentemente sinta por ele.


  • Amor ou ódio, sem motivos aparentes, estariam de fato no coração de Giselle pelo rapaz da realeza? 

  • Qual seria o seu sentimento verídico por Cristian?





A verdade é que, ao que nos parece enquanto leitores, Giselle procura o tempo inteiro pretextos a fugir do atraente e galanteador rapaz, que arrisca-se em um lance amoroso com ela que, em contrapartida, afasta-se, lutando contra o desejo por aproximação. Fato é que a jovem meio-bruxa receia abrir brechas em seu coração a qualquer pessoa, o que apenas permitiu ao seu avô e Rylan, que a cativou por despertar em si o seu melhor.

Em passeios autorizados à biblioteca real, Giselle teria acesso a um segredo que não contara descobrir. 

  • Será que por entre os livros, gravuras, símbolos e palavras, a meio-bruxa teria descoberto um segredo arrebatador? 


  • Será que uma guerra entre os dois mundos, mágico e humano, estaria por vir?


Prestes a completar 18 anos, todo cuidado seria pouco para  que seu segredo dentro do palácio não fosse descoberto, pois nessa sua nova fase da vida, haveria maior libertação de energia, o que facilmente poderia ser captado pelos guardas, que são treinados para encontrar seres considerados fantásticos, assim como ela.

No auge da trama, um baile acontece no reino, o Baile de Kendrad. Muitas emoções, encantos, lindas vestimentas, música...
... e revelações! Um ápice de eventos trazem surpresas inimagináveis, e que fazem a narrativa dar uma crescida considerável.





A escrita da autora, por vezes, tem algo que me atrai, principalmente quando ela retrata o prazer da protagonista por cavalgar com Nessie. Nesses instantes, Gabriela acrescenta uma pitada de poesia, o que revela o amor da personagem Giselle pela liberdade. Essa junção de sentimentos na escrita me cativou enquanto leitora.

A história me fez recordar de Corte de Espinhos e Rosas, que aliás tem resenha aqui no "Café", visto que todo o envolvimento com o reino, o fato de a protagonista cometer um ato que a faz seguir com o príncipe até seu reduto e ficar refém, sugerindo um envolvimento romântico entre os dois também ocorrem na trama de Sarah J. Mass.

A história de Giselle Levy nos deixa com um gostinho de quero mais, pois, ao que tudo leva a crer, logo, logo, teremos continuidade! 

Eu li Ponto Sem Retorno em formato digital, embora o livro também  seja encontrado em formato físico.



Sobre a autora:


Gabriela Gomes Simões nasceu na cidade da Amadora em 1998. Terminou o ano passado o Ensino Secundário no curso de Ciências e Tecnologias, neste momento encontra-se a tirar uma licenciatura em Gestão Hoteleira na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril. Tem como sonho dar a conhecer a sua escrita.

A paixão pela escrita começou muito nova, com apenas oito anos escrevia pequenos poemas e histórias, tendo concluído o seu primeiro manuscrito com catorze anos de idade. Nos últimos quatro anos dedicou-se ao seu aperfeiçoamento, no seu conteúdo e forma, acabando por crescer com ele, dando-lhe o título de Giselle – Ponto Sem Retorno, sendo este o seu primeiro livro.


E aí, o que acharam da história? Gostaram? Se encantam, assim como eu, por romances que envolvem reinos e magia? Contem aqui! E se quiserem, podem acompanhar o trabalho da autora Gabriela Gomes Simões em seu Instagram. Aproveitem e sigam também toda as as redes sociais do Café com Leitura Blog !

Acompanhem as postagens! Tem muita coisa linda vinda por aí! Beijos literários!