Menu

quarta-feira, 18 de julho de 2018

Bate-papo com a Autora Amanda Abreu

Olá, leitores! Como vão, cafeinados e descafeinados? Espero que estejam ótimos, porque eu sim! Aliás, estou felicíssima com o post de hoje em especial! Há uns dias atrás lá no café com leitura eu mencionei as novidades que passaríamos a ter aqui, um blog mais ativo, com mais posts e interatividade, entre eu, vocês e todos aqueles que estiverem envolvidos nos projetos do blog e das nossas redes sociais.

Hoje iniciaremos os bate-papos com autores! Simmmm! E começaremos com chave de ouro! 

Esse ano, quando comecei o projeto do blog, lá em 22 de março, fazendo minhas pesquisas vi em uma hashtag o convite de uma jovem autora à igblogs literários que estariam interessados na leitura de seu livro. Na mesma hora eu topei! Procurei por ela no direct no instagram e me integrei a um lindo grupo de leitura coletiva.

Juntos, começamos a leitura coletiva do livro "Duquesa de Ferschutte". Já sabem de quem estou falando? É ela mesmo, a autora Amanda Abreu!






Hoje convido vocês a participarem desse bate-papo gostoso com a autora para conhecermos um pouco mais da sua história de vida, da criação do seu livro, projetos, enfim...
Peguem uma xícara de café e acomodem-se que a conversa será deliciosa! Vamos lá!






☕ Quem é Amanda Abreu? Poderia nos apresentar a você?


Amanda Abreu, 23 anos, apaixonada por livros de romance e fantasia. Graduada e pós-graduada em engenharia. Uma pessoa comum e com mente fértil.



☕ Quando você começou a escrever?

Acredito que foi no primeiro colegial, aos 15 anos. Depois que me apaixonei pela leitura, sempre tive vontade de escrever, às vezes para extravasar, ou em um dia depressivo, ou simplesmente porque eu sonhei algo legal.

☕Antes de lançar o livro "Duquesa de Ferschutte", já lançou algum outro?

Oficialmente, o “Um luar sem teu amor”, um poema que foi escrito junto a um amigo. E que foi escolhido entre os melhores do estado de São Paulo, sendo assim o poema foi publicado no livro “I Prêmio ‘Ser Autor”, em 2010. E meu primeiro livro, ainda não publicado, Dama do Fogo.

☕ Como surgiu a ideia de escrever essa história em especial? Alguém te inspirou? Quem? Por quê?


Sempre amei histórias nesse contexto de monarquia e antes de começar a escrita, estava bem envolvida com biografias de grandes rainhas. Como Mary da Escócia, Elizabeth e Victória.



☕ Achei muito legal e criativo você criar as hashtags #teamhenrique e #teamleonard. De onde surgiu essa inspiração?

Torcer e expressar seu carinho por um time, é algo que acontece nos dias de hoje. E em 2046, não seria diferente. Como os personagens são figuras públicas, fica fácil imaginar todo o resto do país torcendo e fazendo apostas. O mais louco/legal/inesperado foi ver que os leitores também tomaram partido e adotaram #TeamHenrique ou #TeamLeonard. (Preciso dar um à parte: essas torcidas entre nós foi algo muito legal! )

☕ Você acha que se assemelha a algum dos  personagens que criou? Se sim, qual? E por quê?

Como a personagem Lisa é narrada em primeira pessoa, é difícil me distanciar 100% dela. Então, existem situações ou características que com certeza se assemelham a mim ou há possíveis reações minhas.

☕ Como surgiu a ideia da parceria com os Instagrans Literários? E qual foi a conclusão que tirou desse movimento literário tão grande em prol da leitura do seu livro?

Eu precisava divulgar meu trabalho e também testar as reações de outras pessoas. Então a melhor forma que encontrei foi fazer parcerias com instagrans literários. É como obter uma resposta de especialistas. Um leitor assíduo possui muito mais sensibilidade e critérios para avaliar um livro, dizer se é bom ou não.

E graças a Deus, todas as impressões foram positivas. Eu busco conversar com todos em grupo e individualmente, e pude observar que todos se prenderam na história. Todos ficaram presos até o final do livro e estão ansiosos pelo segundo livro.


☕ Após o lançamento do livro sua vida mudou de alguma forma?

Eu passei a acreditar mais em mim, aceitei o fato de escrever como profissão, e minha família começou a respeitar minha escolha. Foi libertador.
Os números alcançados na primeira semana, foi algo louco. Eu passei a fazer palestras. Pessoas de várias idades e gêneros passaram a vir até mim e me agradecer pela uma hora de palestra dada.
Entendi que a escrita é uma benção de Deus e eu tenho muito caminho a percorrer, para honrar com o que me foi proposto.

☕ Como o Café com Leitura Blog faz parte dessa parceria, e com muito orgulho, sei que você começou a escrever contos ultimamente.  Como está sendo para você esse diferencial na sua carreira de escritora?

Um livro não se resume em palavras escritas. Existe muito mais nas entrelinhas e cada leitor tem essa percepção ao seu modo.
Escrever os contos, é uma forma de aproveitar esse universo gigantesco que criei, de forma que eu cativo novos leitores, alimento a ansiedade dos fãs e enriqueço a história. Tanto o primeiro livro, quanto aos próximos que virão.

☕ Dentro dessa nossa parceria, no mês de abril trabalhamos juntas na Semana Adote um Autor Nacional. Como foi essa experiência para você?

Gratidão. A melhor forma de explicar.

Pois ao me escolher, me fez ver que sou respeitada como escritora e que a Duquesa de Ferschutte tem espaço garantido na literatura nacional.


☕ Sabemos que "Duquesa de Ferschutte" terá continuidade, fará parte de uma trilogia. Como está esse trabalho, você pode adiantar alguma novidade a nós leitores e parceiros literários?

Posso dizer que o segundo livro está extremamente difícil de desenvolver, pois a responsabilidade aumentou, tanto para mim, quanto para a personagem que narra.

☕ Teria mais algum projeto em mente para o futuro? Pode nos contar um pouquinho?

Possui mais duas histórias engatilhadas, porém elas terão de esperar um pouco.
Pretendo me dedicar ao futuro da Duquesa e em palestras literárias em escolas e feiras de livros.

☕Qual mensagem, com base na sua experiência atual, e nas suas escritas, você tem a nos passar?

Tudo acontece na hora de Deus.
Eu sou uma pessoa extremamente ansiosa e muitas vezes “briguei” com Deus, devido as coisas não acontecerem do jeito que eu queria ou não acontecer de jeito nenhum.
Contudo, quando enfim aconteceu, foi incrível. Um sentimento que nunca me esquecerei.






Gentee, que bate-papo gostoso, não acham?? Quantas palavras bonitas, e quanto sentimento verdadeiro colocado nessa entrevista e na doação de si por este livro!

A autora Amanda Abreu foi a primeira homenageada do Café com Leitura Blog na Semana Adote um Autor Nacional lá no isntagram, lembram-se? 

Vocês conhecem o projeto? Não? Aqui no blog tem um post bem bacana sobre a Semana Adote um Autor Nacional, com a participação da Duda, do ig @epifania_literaria, organizadora da proposta. Vocês não vão perder, vão? 

E pensam que acabou por aqui? Essa semana tem mais da autora Amanda Abreu! Fiquem ligados! 
Comentem, sigam o blog e participem das demais redes sociais do "Café"! É um prazer imenso tê-los aqui"!

Aproveito aqui para agradecer a contribuição da autora, sempre solícita com seus parceiros! Mais uma experiência magnífica com Amanda Abreu!



Aproveito também para convidar a todos para conhecerem os instagrans parceiros que  hoje contribuíram com a publicação desse post gentilmente cedendo as imagens!



Amanda Abreu @autoraamandaabreu

Andy -          @booksandcandies

Desi -            @cantinhodeleitor

Samantha -      @capitulo_sete

Michele -         @fiosdeborboletas

Duda Gomes -  @lllivros.comm

Kelly -             @leitora_assidua_
                                                                             
 Bruna -            @literariamando

 Bruna Silva - @resenhando_um_livro    

 Juliana _ @sigaadevoradora

                                                                                 
Espero de verdade que tenham gostado, pois outros bate-papos bem legais, com outros autores parceiros estão por vir! Deixem a contribuição de vocês ! Até!